Coelho Neto recebe R$ 14 milhões do Fundeb, mas escola da Zona Rural não recebe reforma desde 2008

Do Atual7

Embora já tenha recebido o valor exato de R$ 14.026.828,86 de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) só neste ano, por trás da gentileza de doar um bem que foi pago com dinheiro do Governo Federal, a realidade da educação pública municipal na gestão do prefeito da cidade, Soliney Silva, é completamente diferente.

O fato pode ser exemplificado com o total abandono da Prefeitura de Coelho Neto para com a Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida, localizada na Zona Rural do do município.

De acordo com um site da região, o Portal Coelho Neto, a escola segue sem reforma desde o último ano da gestão do ex-prefeito Magno Bacelar, em 2008.

Como se observa na imagem do Atual7 – e a divulgada pelo portal, a escola continua com a mesma logomarca do ex-gestor, denunciando que sequer foi feito uma pintura no prédio durante todos estes anos em que Soliney comanda o Executivo. Na parte externa, um matagal toma conta da rua de piçarra batida que fica em frente à entrada da escola municipal.

A reportagem entrou em contato, desde o início da manhã de hoje, com a Assessoria de Comunicação da prefeitura, questionando a gestão de Soliney Silva sobre a situação da unidade de ensino.

Como resposta, a secretária de Educação de Coelho Neto, Maria do Rosário Nunes Leal, se limitou à negar todas as informações solicitas pelo Atual7, e emitiu opinião apenas num blog mantido por um assessor da prefeitura, e não uma nota com a data oficial de quando a escola será reformada – se for reformada, e se há recursos disponíveis para isso, como havia se comprometido a fazer, segundo informou um assessor da prefeitura.

Atualmente sem partido e sem dedicada atenção à escola da Zona Rural, Soliney Silva tentou se promover politicamente há alguns dias, ao doar um ônibus adquirido pelo Governo Federal para os alunos com necessidades especiais de uma escola mantida pela Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Coelho Neto.

O ex-deputado estadual governista luta pra viabilizar seu nome pelo PDT, nas eleições de 2014, como vice-governador do Maranhão na chapa do pré-candidato e presidente da Embratur, o comunista Flávio Dino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.