Flávio Dino define data para escolha de sucessor e volta a rechaçar pesquisa eleitoral como critério

Conforme revelou o blog Atual 7 em postagem sobre os bastidores da política do Maranhão, o governador Flávio Dino (PCdoB) reafirmou a data de 20 de novembro para a escolha do nome do candidato do seu grupo político à sua sucessão.

A reafirmação contraria movimento iniciado pelo pré-candidato de parte do PT maranhense, Felipe Camarão, em prol do adiamento da decisão do governador. Na visão do “crustáceo”, o adiamento garantiria mais tempo para a propagação do seu nome e, desta forma, conquistaria alguns pontos nas pesquisas.

Para aumentar a frustração, não só de Camarão, mas também do senador Weverton Rocha (PDT), mais conhecido como “Meu Preto” ou “Costa Rodrigues”, que sonha em ser anunciado também como candidato do grupo de Flávio Dino, além do governador não ter recuado da data anunciada previamente, mais uma vez ele rechaçou as pesquisas eleitorais quantitativas como critério para sua escolha.

Após ter sido comunicado da data da escolha, Weverton teria sugerido que o governador olhasse uma pesquisa eleitoral antes de anunciar o nome do pré-candidato do grupo, sugestão rejeitada na hora por Dino.

Na própria carta elaborada em julho pelo governador e assinada pelos líderes partidários e interessados na sucessão, não se falou em pesquisa como critério para escolha, embora o pedetista [e mais recente Felipe Camarão] fomente o fantasioso critério.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.