Roberto Costa comanda revitalização do MDB no Maranhão…

 

Editorial

Por Marco Aurélio Deça

O deputado estadual Roberto Costa conseguiu uma proeza ao assumir a coordenação eleitoral do MDB no Maranhão: pôs de volta ao centro do debate uma legenda que caminhava para o ostracismo.

Para revitalizar o maior partido do Brasil, Costa abriu diálogo sem ranços e sepultou o sectarismo que ainda marca boa parte dos segmentos de governo e de oposição na política maranhense.

– Partido não pode ser sectário; a discussão sempre passa pelos ciclos municipais e estaduais. Já estamos discutindo 2022 e o importante é que, neste processo de 2020, o MDB passa a ser interessante para todos os partidos; todos querem o apoio do MDB – analisa o deputado.

Roberto Costa ressalta que em 2020 – sobretudo em São Luís – mesmo os partidos que gravitam em torno do governo Flávio Dino (PCdoB) buscam diálogo com os emedebistas, coisa impensada há dois anos atrás.

Na busca pelo diálogo franco, aberto e sem vetos – “coisa de amadurecimento mesmo”, ressalta ele – a postura do deputado reinseriu, inclusive, a ex-governadora Roseana Sarney no debate eleitoral.

– Conseguimos incluir Roseana no circuito. A postura do MDB alavancou o nome dela. Ela decidiu não disputar em São Luís, mas terá peso importante na escolha de um candidato – frisou Costa.

O deputado acrescenta que hoje, a ex-governadora é um nome a ser discutido por todas as correntes para 2022; e não mais com aquele ranço que imperava no Maranhão até 2018.

– Nós temos para 2022 uma candidatura direta do Carlos Brandão (PRB); também temos a do senador Weverton Rocha (PDT); precisamos nos posicionar. E o nome de Roseana surge como uma grande força neste cenário – indica.

A postura aberta do MDB trouxe Roseana de volta ao debate político-eleitoral e a pôs entre os nomes de 2022 a ser discutido por todos, sem vetos

Segundo Costa, acabou no Maranhão a dicotomia que imperava desde 1994; e isso faz com que o nome de Roseana seja discutido como opção, sem vetos ideológicos.

– Caso seja candidata a governadora, ela se insere entre as opções das várias alas alinhadas ao Palácio os Leões. E se disputar o Senado? Dependendo do cenário nacional, certamente terá apoio de todos, inclusive de setores do governo – diz o deputado, num exercício prognóstico que ressalta o amadurecimento de sua visão política.

E é este amadurecimento que Roberto Costa pretende incutir no MDB, tanto entre as novas lideranças como também entre os históricos do partido.

Conseguindo ou não, ele já tem um feito: o maior partido do país recupera seu espaço no debate eleitoral maranhense.

E este é um feito significativo no atual momento histórico…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.