GESTÃO DO PORTO DO ITAQUI IMPRESSIONA MEMBROS DA COMISSÃO DE FISCALIZAÇÃO DA CÂMARA FEDERAL

O Porto do Itaqui recebeu, nesta quinta-feira (4), a Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara Federal. Os parlamentares foram recebidos pelo presidente do presidente Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), Ted Lago, e sua equipe. A comitiva, no entanto, se mostrou muito esvaziada, pois dos 42 parlamentares que integram a comissão (21 titulares e 21 suplentes), apenas três participaram da visita: o membro titular Aluisio Mendes (PODE/MA) e os suplentes Edilázio Júnior (PSD/MA) e Márcio Jerry (PCdoB).

O grupo visitou a área primária do porto público do Maranhão e assistiu a uma apresentação técnica sobre o Itaqui. Em seguida foi realizada mesa-redonda onde os parlamentares puderam esclarecer dúvidas e receber esclarecimentos, dialogando com o gestor da EMAP.

“Essa visita é uma oportunidade para que o Brasil conheça mais de perto, por meio de seus representantes na Câmara Federal, o modelo de gestão portuária que implementamos aqui. Um trabalho sério que é referência para o setor público e tem o reconhecimento do mercado. É uma pena que a adesão tenha sido tão baixa”, afirmou Ted Lago.

Para o deputado Márcio Jerry, membro da comissão, não houve surpresa. “Conhecemos o trabalho feito pela equipe da EMAP à frente do Porto do Itaqui, que é hoje de grande importância não só para o Maranhão, mas para todo o centro norte brasileiro. O modelo de gestão aqui implantado é vencedor e os sucessivos recordes alcançados são prova concreta dos avanços registrados a partir de 2015”, disse.

“Saio muito bem impressionado com os números apresentados e com a gestão do Porto do Itaqui”, declarou o deputado Aluisio Mendes, ao final da reunião.

Durante a mesa-redonda os deputados da comissão tiveram esclarecimentos sobre a operação Draga, deflagrada em 2017. O presidente da EMAP informou que passados dois anos e meio de investigações a PF nada concluiu, tendo enviado o inquérito para a polícia civil.

Sobre eventuais “repasses” de recursos da EMAP para o governo do estado, foi informado que houve pagamento de juros sobre capital próprio ao único acionista da empresa (o Governo do MA), como previsto na Lei federal no 6.404.

A visita dos parlamentares coincide com o anúncio dos resultados do primeiro semestre de 2019, que demonstram a manutenção da curva de crescimento do Porto do Itaqui em movimentação de cargas. Com quase 11 milhões de toneladas, o porto público do Maranhão cresceu 18% em relação aos seis primeiros meses de 2018.

Entre os destaques estão a importação de combustíveis, que teve alta de 49%, e a exportação de soja, 10% acima do mesmo período do ano passado, apesar do intenso período chuvoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.