Conselho de Ética da Câmara Federal abre processo de cassação contra Josimar de Maranhãozinho

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados instaurou nesta quarta-feira (4) dez novos procedimentos para apurar a conduta de parlamentares. Um deles tem como alvo o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL), pelo suposto crime de desvio de verba federal.

Flagrado por agentes da Polícia Federal com maços de dinheiro, Josimar de Maranhãozinho é acusado de desviar verba federal da saúde. Potenciais relatores do processo de cassação são: Alexandre Leite (União-SP), Júlio Delgado (PV-MG) e Vanda Milani (Pros-AC).

A instauração de um processo é a primeira fase de uma representação protocolada contra um parlamentar. Nesta fase, é feito o sorteio da lista tríplice entre os integrantes quem podem assumir a relatoria do caso. Em seguida, cabe ao presidente do conselho escolher o relator.

Após ser designado pelo presidente do conselho, o relator terá prazo de dez dias úteis para apresentar um parecer preliminar, que poderá ser pelo prosseguimento ou arquivamento do caso

Na semana passada, o conselho já havia instaurado processos para analisar se a conduta de Eduardo Bolsonaro (PL-SP), está de acordo com o decoro parlamentar.

Também foram abertos procedimentos sobre os deputados Carlos Jordy (PL-RJ), Carla Zambelli (PL-SP), Jandira Feghali (PCdoB-RJ), Talíria Petrone (PSOL-RJ), Heitor Freire (União-CE), Bia Kicis (PL-DF) e Kim Kataguiri (União-SP).

Com informações do blog do Diego Emir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.