Após solicitação de Álvaro Pires, SMTT garante que Bombeiro Civil não paga passagem em coletivos

 

Após requerimento de Álvaro Pires, SMTT realizou confirmação junto às concessionárias, e Bombeiros Civis não pagam passagem nos coletivos de São Luís

No mês de agosto deste ano, o vereador Álvaro Pires (PMN), apresentou um requerimento na Câmara Municipal de São Luís, na qual solicitava com urgência, ao prefeito Eduardo Braide (Podemos), a gratuidade no transporte coletivo de São Luís, aos Bombeiros Civis que estejam exercendo suas funções e prestando serviços na Capital.

No último dia 9 de dezembro, um Ofício Resposta de Nº 1707/2021 – GS / SMTT, do gabinete do secretário municipal de trânsito e transportes – SMTT, senhor Hugo Baluz Furtado foi encaminhado à Câmara Municipal de São Luís, em atendimento ao vereador Álvaro Pires, na qual informou que o órgão responsável pela gestão do transporte realizou confirmação junto às concessionárias de transporte coletivo de São Luís, que Policial Militar, Bombeiro Militar e Bombeiro Civil, que estão devidamente fardados, NÃO PAGAM passagem nos ônibus que fazem linha em São Luís.

Por meio do ofício, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte esclareceu ainda, que estes agentes devem adentrar pela porta dianteira do veículo, permanecendo na área antes da bilhetagem eletrônica, e descem pela mesma porta, sem que haja qualquer tipo de pagamento de passagem.

Portanto, todas as empresas de transportes coletivos de São Luís, por meio de seus consórcios, já estão cientes que policial militar, bombeiro miliar e bombeiro civil estão liberados, desde que fardados, para utilizar o transporte sem pagar passagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.