Duarte Jr. Não cumpre promessa e CPI caiu em descrédito

 


Além de usar a comissão como plataforma de campanha da mulher diretora do Procon-MA e dele próprio, deputado vê o Governo Federal continuar aumentando combustíveis.

A Comissão parlamentar de Inquérito que investiga suposto cartel no aumento dos combustíveis no Maranhão acabou esvaziada pela realidade dos fatos.
Desde o início, o presidente da CPI, deputado Duarte Júnior (PRB), tinha como meta a redução nos preços dos combustíveis em todo o estado, o que não aconteceu.

E não aconteceu por que os preços independem de CPI, do Governo do Estado ou dos próprios postos; dependem, unicamente, de decisões do Governo Federal e da Petrobras, cuja política de preços está fora do alcance da Assembleia Legislativa do Maranhão.
Só este mês de junho, por exemplo, o próprio governo Flávio Dino (PCdoB), aliado de Duarete Júnior, aumentou duas vezes consecutivas a pauta do ICMS. A entressafra do etanol, que compõem 27% da gasolina, também gera aumento de preço.

Além de fracassar na promessa de redução dos preços, Duarte Jr. Acabou transformando a CPi em palco de ações para sua campanha eleitoral antecipada, e a da própria mulher, Karen Barros, que preside o Procon-MA.

Os demais membros da CPI perceberam o movimento de Duarte Jr. e começaram a reduzir as ações, o que deve levar a CPI ao esvaziamento. E a um fim sem conclusão do objetivo proposto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.