“Legislação traz uma pena bastante grave para esse tipo de situação”, diz o juiz sobre compra de voto pelo pai do deputado Leonardo Sá.

Com gritos e frases em cartazes dizendo “cadê os títulos do povo prefeito” e “a justiça é para todos” que a população de Lago da Pedra fez protestos na frente da prefeitura municipal contra o atual gestor Laércio Arruda, após a prisão do Francisco Pires de Sá.

A irmã de Laércio, Clélia Arruda, e seu esposo, Francisco Pires de Sá, pai do deputado estadual Leonardo Sá, este que é candidato a prefeito em Pinheiro, foram presos na noite desta quinta-feira (12).

No carro do pai do deputado Leonardo Sá, em Lago da Pedra, foram encontrados títulos de eleitores, uma quantia em dinheiro e santinhos do candidato. Em entrevista à TV RECORD nesta sexta-feira (13), o Juiz Eleitoral Marcelo Farias disse que a pena é grave para a situação.

“A polícia militar fez algumas barreiras já nessa intenção e foram conduzidas três pessoas, naturalmente deve seguir o procedimento legal cabível pelos sujeitos envolvidos pelo tipo da compra de voto, as partes podem entender a captação ilícita de sufrágio, a legislação traz uma pena bastante grave para esse tipo de situação”, disse o juiz Marcelo Farias da 74ª Zona Eleitoral à Rede Record.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.