Sindicato dos Jornalistas manifesta confiança no novo juiz do caso Décio Sá

O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Maranhão, Douglas Cunha, esteve em visita de cortesia ao juiz titular da Primeira Vara do Tribunal do Júri, Osmar Gomes dos Santos, responsável pela condução do processo sobre o assassinato do jornalista Décio Sá, crime ocorrido em 23 de abril de 2012, no restaurante Estrela do Mar, na Avenida Litorânea.

O assassinato de Décio Sá, cometido pelo pistoleiro Jonathan Silva, e tem como acusados de serem mandantes os empresários Glaucio Alencar, Júnior Bolinha e outros envolvidos, num total de 11 denunciados, incluindo o advogado Ronaldo Ribeiro, que seria ouvido nesta segunda-feira, (12), e cuja audiência foi transferida a pedido dos advogados de defesa.

Douglas Cunha disse que a categoria manifesta total confiança no trabalho do juiz Osmar Gomes, destacando que conhece o trabalho do magistrado desde quando este era delegado da Polícia Civil.

“O doutor Osmar Gomes é um grande operador do Direito, um grande profissional, de largo conhecimento jurídico e homem de muita coragem”, disse, disse Douglas Cunha.

Osmar Gomes asseverou que vai comandar o caso até o final, afirmando que mesmo assumindo a titularidade da Primeira Vara do Tribunal do Júri na quarta-feira da semana passada, já teve tempo de ler todo o processo.

“Dos 11 envolvidos, apenas 3 ainda não entregaram suas alegações finais de defesa. Na próxima semana, se não entregarem, levarei o caso para a Defensoria Pública. Apesar de complexidade do processo, o caso está correndo célere na Justiça e o julgamento não deverá demorar muito, apesar dos recursos protelatórios dos advogados dos acusados”, disse Osmar Gomes.

Pelo menos quatro juízes já estiveram à frente do processo do assassinato do jornalista Décio Sá. A primeira, Alice de Sousa Rocha pediu transferência da Vara, vindo a seguir Ariane Mandes, que posteriormente foi transferida, o mesmo acontecendo com os juízes Márcio Brandão e José Costa. Osmar Gomes afirma que pretende seguir até o final.

O Imparcial

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.