Processo seletivo de Duarte Júnior com cheiro de demagogia

O deputado eleito Duarte Júnior abriu processo seletivo para formar sua equipe de gabinete. Atitude louvável. Ele diz que isso é uma maneira de mostrar que a política pode ser feita de maneira diferente. Ok !! Mas vale lembrar que não há qualquer  novidade nisso.

Os quatro cargos oferecidos pelo ex-diretor do Procon-MA, representam apenas  21%  do cargos a que tem direito em seu gabinete, 19 no total. Ou seja , ele terá ainda 15 cargos para livre indicação.

Para muitos, Duarte faz apenas média, seguindo seu melhor estilo midiático.  Um craque!!!

O deputado eleito poderia mostrar o contrário e ampliar os cargos oferecidos de quatro para 10 ou 15. E já que acredita mesmo que a política pode ser feita de maneira diferente, poderia seguir o exemplo do senador José Refugge  do PDT do DF, que abriu mão de todas as regalias a que tinha direito.

Faça isso Duarte Júnior, abra mão de todas as regalias, como por exemplo;  verba de gabinete, auxilo paletó, diárias,  entre outras.  Caso contrário, fica mesmo a impressão de que oferecer 4 cargos de 19 não passa de demagogia.

1 thought on “Processo seletivo de Duarte Júnior com cheiro de demagogia

  1. Abrir mão de regalias é algo que os políticos dificilmente fariam, 19 cargos para o gabinete de cada deputado é um exagero, o Brasil devia seguir o exemplo da Suécia cujos políticos não têm regalias nem privilégios isso causa tristeza no cidadão em saber como os políticos gananciosos se elegem para engordar a própria conta bancária, há uma prática recorrente que é a de contratar assessor e esse depois repassar parte do valor do salário ao próprio político, já vi em vários veículos de comunicação. Brasil de fato é o país do descaso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.