CONSÓRCIO SARNEYSISTA TEM DESEMPENHO PÍFIO

Blog do Jorge Vieira

O consórcio de candidatos articulado pelo velho oligarca José Sarney, segundo revelou a pesquisa do Instituto Exata, não foi suficiente para ameaçar levar a eleição para um improvável segundo turno. Os cinco representantes da oligarquia – Roseana, Maura Jorge, Ricardo Murad, Eduardo Braide e Roberto Rocha – não conseguem empolgar o eleitorado, que parece não se importar com as notícias falsas, que agora atende pelo pomposo nome de Fake News, contra o governador Flávio Dino, líder disparado em todas as sondagens de opinião já realizadas até agora.

Enquanto Dino mantém em torno de si uma robusta aliança com quatorze partidos e está com a chapa majoritária pronta, com vice e os dois candidatos ao Senado já definidos, a concorrência continua batendo cabeça, alguns com problemas internos seríssimos, como é o caso envolvendo o ex-governador José Reinaldo Tavares e a cúpula estadual do PSDB, que ameaça não lhe dá legenda para disputar a cadeira de senador caso insista em declarar apoio ao deputado Braide, tendo os tucanos como candidato ao governo o senador Roberto Rocha.

A ex-governadora Roseana, após seis meses meditando se correria o risco de ser novamente humilhada nas urnas, como ocorrera em 2006 e 2014, ainda procura um vice, mas encontra dificuldade. Pretendia convencer o ex-deputado Arnaldo Melo a ser seu companheiro de chapa, mas este descartou a possibilidade e a vaga continua aberta. Já seu cunhado, Ricardo Murad, não se tem conhecimento de alguém que queira associar sua imagem ao homem acusado pela Polícia Federal de ser chefe da organização criminosa que assaltou os cofres da Secretaria de Saúde do Maranhão.

Eduardo Braide, visto como a esperança da família Sarney levar a eleição para o segundo turno, permanece indefinido. Em vídeo publicado nas redes sociais diz que está conversando com os partidos, mas não diz que paridos são esses e nada fala sobre a candidatura, diz apenas que ficou honrado com a lembrança do seu nome na pesquisa, onde apenas 6% dos entrevistados manifestaram o desejo de sufragar seu nome nas urnas.

Já Maura Jorge quer pegar carona na popularidade do candidato da direita a presidente da República, Jair Bolsonaro, mas possui índice insignificante de 3% e ainda trabalha montagem da chapa. Bolsonaro chega a São Luís dia 14 de junho e a ex-deputada espera, mas pouca coisa deve acrescentar na campanha da ex-prefeita de ago da Pedra.

O que ficou da pesquisa do Exata foi a demonstração de fraqueza dos concorrentes do governador, pois todo o consórcio reunido alcançou apenas 43% dos votos válidos, enquanto Flávio Dino caminha tranquilamente para renovar o mandato e sepultar de vez a velha oligarquia sarneysista que mandou no Maranhão durante cinco décadas, período em que o Estado conviveu com os piores indicadores econômicos e sociais do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.