Deputados debatem com secretário de Segurança, Jefferson Portela, projeto da Polícia Civil

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), recebeu, nesta terça-feira (20), o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, para explicar o projeto que trata da organização administrativa da Polícia Civil, enviado pelo Governo do Estado no ano passado.

Participaram do encontro os deputados Rogério Cafeteira (PSB), líder do Governo; Rafael Leitoa (PDT), líder do Bloco Parlamentar; Glalbert Cutrim (PDT), presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania; Júnior Verde (PRB) e Zé Inácio (PT).

O encontro, segundo Othelino Neto, serviu para mostrar que o debate democrático vai permitir melhorias para a população. O parlamentar explicou que convidou o secretário com o objetivo de dirimir as dúvidas. “Ele veio, atendendo ao nosso convite, para explicar a mim e a outros deputados que quiseram participar, qual o sentido das alterações, quais são estas alterações e por que esse projeto vai facilitar a ação da Polícia Civil no Maranhão”, afirmou.

O deputado disse ainda que haverá uma audiência pública, próxima sexta-feira (23), para debater o projeto, mas mesmo com essa ampla discussão, a proposta só entrará na pauta de votação de terça-feira (27), com o resultado representando o desejo da maioria.

Já o líder do Governo, Rogério Cafeteira (PSB), enfatizou que o encontro foi uma oportunidade de ouvir as explicações do secretário sobre as ações que visam aperfeiçoar a Polícia Civil; e que o amplo debate vai levar a população a ficar a favor da proposta.

O deputado Júnior Verde, que é policial civil, explicou que uma das alterações será feita através de sua emenda, permitindo o pagamento de diárias para os policiais em viagens a municípios da mesma regional, caso seja superior a um dia. De acordo com o parlamentar, o projeto vai criar cinco novas regionais.

O secretário Jefferson Portela elogiou a iniciativa da Assembleia de buscar debater e melhorar o projeto e disse que as alterações serão feitas no sentido de ajudar a fortalecer a atuação da Polícia Civil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.