Jefferson Portela perde queda de braço contra Jerry e abandona candidatura

Blog do Gilberto Léda

O secretário de Estado da Comunicação e Articulação Política do governo Flávio Dino (PCdoB), Márcio Jerry (PCdoB), mostrou mais uma vez quem manda na atual gestão.

Na manhã desta quarta-feira (8), o secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferson Portela (PCdoB), usou as redes sociais para anunciar que não será mais candidato a deputado federal.

“Comunico a todos que não serei candidato a quaisquer cargos nas eleições de 2018. Continuarei, como estive nos últimos 19 anos, combatendo o crime em todas as suas formas. Deixo aqui meus agradecimentos aos que manifestaram apoio, mas seguirei com o trabalho na SSP/MA. Que Deus ilumine a quarta feira de todos nós”, escreveu Portela em sua página pessoal no Facebook.

Não é demais lembrar que no fim do mês de setembro, Jerry já havia dado a senha sobre o assunto. Em entrevista ao Blog do Gilberto Léda, o comunista – que é também presidente do PCdoB no Maranhão – disse que Portela tinha direito a pleitear uma candidatura, mas pontuou que, assim como os de outros filiados que postulam entrar na disputa em 2018, o nome do titular da SSP precisaria ser avaliado.

“Temos um candidato natural ao Governo do Estado, obviamente, que é o governador Flávio Dino e a gente vai, no momento próprio, decidir todas as candidaturas, porque decidiremos o projeto eleitoral do partido. E, aí, não decidiremos individualmente: A, B, C ou D. Definiremos um projeto eleitoral e todos os nomes que aspiram a uma candidatura serão igualmente avaliados para que o partido defina quais desses nomes irão concorrer às vagas de estadual e de federal”, destacou (relembre).

Curiosamente, o mesmo Jerry que colocou em dúvidas a candidatura de Jefferson Portela naquela ocasião, foi depois às redes sociais acusar o blog de haver mentido ao dizer que ele não garantira que o secretário de segurança pudesse ser candidato.

Felicidade em pessoa

Uma coisa pode não ter nada a ver com a outra (e não deve ter mesmo), mas não deixa de ser emblemático que na noite de ontem (7) – horas antes do anúncio da desistência de Jefferson Portela – o secretário Márcio Jerry era a felicidade em pessoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *