Thaiza Hortegal e Márcio Jerry formarão palanque sólido em Chapadinha

O município de Chapadinha presenciará, este ano, um dos palanques mais sólidos, formado por candidatos com massivo lastro eleitoral e que possuem amplas possibilidades de obter êxito no pleito de outubro.

A médica Thaiza Hortegal (PP) e o jornalista Márcio Jerry, presidente estadual do PC do B, partido do governador Flávio Dino, fecharam parceria na cidade para a disputa proporcional.

Thaiza é pré-candidata a deputada estadual e Jerry concorrerá a uma das 18 vagas para o cargo de deputado federal.

A dobradinha, que tem tudo para ser vitoriosa, foi sacramentada pelo prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP), marido da médica, com o apoio do vice-prefeito do município, o médico Talvane Hortegal, pai de Thaiza, durante reunião realizada esta semana.

Talvane, além de ser vice-prefeito, figura como uma das principais lideranças políticas da região do Baixo Parnaíba, tendo obtido, em 2014, mais de 23 mil votos na eleição para Câmara Federal.

“Estaremos unidos em um palanque forte em Chapadinha, assim como em Pinheiro. Meu sogro, Talvane, além de médico e vice-prefeito, tem uma rica história política no Baixo Parnaíba. Márcio Jerry somará bastante conosco em busca de um Maranhão que continuará avançando”, afirmou Luciano.

A pré-candidata a deputada estadual disse ter ficado feliz com o pacto de coalisão de forças que, segundo ela, só trará benefícios para Chapadinha e demais municípios desta região do estado.

“A vinda do Márcio Jerry representará para Chapadinha um novo momento político”, disse.

Glalbert Cutrim propõe PEC que autoriza prefeitos a delegar ordenadores de despesas

Tramita na Assembleia Legislativa Proposta de Emenda Constitucional, de autoria do deputado estadual Glalbert Cutrim (PDT), que autoriza prefeitos a delegar aos secretários municipais, dirigentes de autarquias, de fundações municipais ou órgãos equivalentes a competência de serem ordenadores de despesas das respectivas contas de gestão.

A emenda atende a um pleito antigo e deverá solucionar um problema enfrentado por muitos prefeitos, que pela legislação atual, respondem por qualquer ato ou omissão de seus subordinados, e pode se tornar inelegível por eles.

Para se ter uma ideia, hoje, se o chefe do almoxarifado de uma prefeitura não encaminhar para o Tribunal de Contas do Estado (TCE), as planilhas do setor, e elas forem reprovadas, quem responderá e poderá ficar inelegível, é o chefe do Poder Executivo Municipal.

Com a alteração, os ordenadores de despesas delegados pelo prefeito serão responsáveis por seus próprios atos, como já acontece em âmbito estadual

O deputado destacou a importância de se corrigir esse equívoco na legislação.

“A PEC, se aprovada e promulgada, estará fazendo justiça em relação aos excelentes gestores que temos em muitos municípios, e que por um ato ou omissão de algum auxiliar, mesmo que sem dolo, acaba penalizando o prefeito”, destacou Glalbert.

Ze Vieira é cassado e bacabal terá nova eleição

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou na noite desta terça-feira (19), por unanimidade, a realização de nova eleição para prefeito de Bacabel.

A decisão foi tomada com base em voto do ministro Luiz Fux, relator da matéria, que negou provimento a um apelo de Zé Vieira (PP) e derrubou a liminar que o mantinha no cargo até hoje.

Vieira obteve 20.671 votos na eleição de 2016 – contra 18.330 do deputado estadual Roberto Costa (MDB) -, mas teve o registro de candidatura indeferido pela juíza Daniela de Jesus Bonfim Ferreira, então titular da 13ª Zona Eleitoral (reveja).

O líder político está com os direitos políticos suspensos porque foi condenado por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito. A condenação, pelo Tribunal de Justiça do Maranhão antes da eleição de 2016, foi confirmada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) em 2017 (saiba mais)

Como Zé Vieira não conseguiu reverter a decisão contrária, Bacabal deve voltar às urnas em virtude de uma alteração promovida ao artigo 224 do Código Eleitoral antes das últimas eleições.

Segundo essa nova regra, mesmo quando o número de votos anulados por conta de indeferimento de candidatura representem menos de 50% dos válidos – como é o caso de Bacabal – haverá nova eleição, e não posse do segundo colocado, exatamente como disse o Blog do Gilberto Léda no dia 3 de outubro de 2016, um dia depois da eleição daquele ano

Roberto Rocha recorre a Sarney por cobertura positiva no Sistema Mirante

O senador Roberto Rocha (PSDB) há muito se diz oposição ao grupo Sarney. Mas não é bem assim. Quando precisa, é exatamente aos Sarney que ele recorre.

Com menos de 3% nas pesquisas de intenção de voto, Rocha é um dos lanternas na corrida ao Governo do Estado para as eleições de outubro próximo.

Preocupado com a repercussão negativa por conta da crise entre ele e o ex-governador e pré-candidato a senador, Zé Reinaldo,  Rocha procurou Sarney  para pedir seus favores.

O pedido é “simples”: quer ser blindado pelo grupo Mirante.  E mais, quer uma cobertura positiva de sua campanha.

Osmar Filho diz que procurador-geral tem dado total autonomia ao MPE

“O procurador-geral tem feito um grande trabalho, tem dado total autonomia ao Ministério Público Estadual (MPE) para que o órgão possa atuar em benefício da sociedade, como autêntico guardião das leis”. A afirmação é do presidente eleito da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT), ao participar da mesa diretora dos trabalhos da solenidade que empossou o procurador geral de Justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho para o seu segundo mandato consecutivo.
Luiz Gonzaga foi eleito em chapa única para o biênio 2018/2020 e destacou que continua a mesma luta de combate à corrupção e de orientação aos gestores públicos, para que não incorram em irregularidades.
 Conforme Osmar Filho, o Ministério Público não age apenas como um órgão repressor, enfatizando que ele atua também na orientação, através de seminários, palestras e outros eventos, que auxiliam os gestores quanto a aplicação de recursos e processos licitatórios, além de outras ações administrativas.
Afirma ainda o presidente eleito do Legislativo de São Luís, que o trabalho desenvolvido pelo procurador Luis Gonzaga é reconhecido tanto pela sociedade maranhense como pelos seus colegas do Ministério Público, ressaltando que isso justifica o fato de ter sido em chapa única.

Max Barros confirma que não disputará reeleição

Blog do Gláucio Ericeira

Exercendo o seu quarto mandato como deputado estadual, o engenheiro Max Barros (PMB) anunciou nesta terça-feira (19), durante pronunciamento na Assembleia Legislativa, que não disputará a reeleição.

Aliado do grupo Sarney, através do qual exerceu vários cargos no primeiro escalão do governo do estado, Barros fez um longo discurso de despedida.

Relatou sua trajetória política e profissional e agradeceu a todos que, direta ou indiretamente, o ajudaram.

O parlamentar recebeu diversas manifestações de carinho e apoio de seus pares.

Max Barros deverá apoiar o seu colega Fábio Braga (SD), que tentará chegar ao seu terceiro mandato.

Também não irão disputar a reeleição para o Parlamento Estadual as deputadas Nina Melo (MDB) e Graça Paz (PSDB).

Filho de empresário investigado por corrupção quer ser deputado

Um jovem empresário que pertence a uma família bastante conhecida pelos itapecuruenses sonha em estampar os santinhos nas eleições de 2018. Trata-se de Wendel Lauande Fonseca Lages Barbosa, que gosta de ser chamado apenas por Wendel Lages. É que ele teria vergonha do sobrenome Lauande, por estar associada à família do prefeito de Itapecuru, Miguel Lauande Fonseca, o Dr. Miguel (PRB), conhecido pela alcunha de “Lau Lau ande”.

Filiado ao PMN, Wendel, que é filho do empresário Antônio Lages Barbosa com também empresária Alessandra Matos Lauande Fonseca, pretende disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. Pai e filho são tão próximos que foram denunciados juntos pelo Ministério Público Estadual (MP) num suposto esquema fraudulento envolvendo contratos de suas empresas com a gestão de Dr. Miguel no valor de R$ 2,56 milhões. O prefeito itapecuruense seria tio da mãe do pré-candidato a deputado.

SÉRIE DE IRREGULARIDADES
Por conta dos indícios irregularidades, a 1ª Promotoria de Justiça de Itapecuru-Mirim ingressou, no último dia 6, com uma Ação Civil Pública por improbidade administrativa contra o prefeito Dr. Miguel; o ex-pregoeiro da Comissão de Licitação do município, Rodrigo Neres Martins; a empresa Rio Posto e Derivados de Petróleo Ltda.-ME, mais conhecido como Posto Brasil, e o seu sócio administrador, Antônio Lages Barbosa. A ação baseia-se em possíveis irregularidades no pregão presencial n.º 01/2017.

O procedimento licitatório tratava da contratação de empresa para fornecimento de combustível à administração municipal, com valor previsto superior a R$ 2,56 milhões. A avaliação realizada pela Assessoria Técnica da Procuradoria Geral de Justiça, no entanto, apontou uma série de irregularidades no certame. Desse total, constam contratos que totalizam o pagamento de R$ 1.998.964,63 (hum milhão, novecentos e noventa e oito mil, novecentos e sessenta e quatro reais, sessenta e três centavos).

EDITAL NÃO FOI DIVULGADO
Um dos problemas é que, apesar de ter sido apresentada uma pesquisa prévia de preços junto a três fornecedores, não constam os documentos comprobatórios das comunicações entre as empresas e o órgão licitante. Além disso, não foram feitas estimativas dos gastos com combustíveis, considerando a quantidade e tipos de veículos disponíveis à administração municipal, seus consumos médios e trajetos percorridos.

O edital do pregão foi elaborado pelo próprio pregoeiro, o que não estaria entre as suas atribuições. A publicidade do processo licitatório também foi considerada insuficiente, pois não há comprovação de divulgação do edital pela internet e nem em jornal de grande circulação.

VEJA TAMBÉM: 


Sem licitação, Prefeitura de Itapecuru aluga imóvel de doador de campanha

Além disso, foram encontrados problemas nos documentos de habilitação da empresa vencedora. O Atestado de Capacidade Técnica apresentado, por exemplo, foi fornecido pela empresa Dimab – Itapecuru Distribuidora de Bebidas Ltda. e assinado pelo próprio Antônio Lages Barbosa, que compõe o quadro societário das duas empresas.

A Assessoria Técnica apontou, também, dois indícios de montagem da licitação. A cotação de preços apresentada por um dos concorrentes, por exemplo, é de 2 de fevereiro de 2017, data em que a convocação para a licitação já havia sido elaborada. Há no processo documento assinado em maio de 2017, mas a licitação foi realizada no período de janeiro a março do mesmo ano.

FAMÍLIA UNIDA E OURIÇADA
Há, também, fortes indícios de que o Posto Brasil pertenceria a familiares do prefeito Miguel Lauand. A empresa foi constituída em agosto de 2010 com o nome Rio Plásticos, Tubos e PVC Ltda., constando como sócios Antônio Lages Barbosa, Ricardo Lauande Fonseca Lages Barbosa, Nathália Lauande Fonseca Barbosa, Alessandra Lauande Fonseca Barbosa e Wendel Lauande Fonseca Lages Barbosa. Em outubro de 2010 o nome da empresa foi alterado para Rio Posto e Derivados de Petróleo Ltda.-ME.

Em novembro de 2016, dois meses antes do início do processo licitatório, Ricardo Barbosa, Nathália Barbosa, Alessandra Barbosa e Wendel Barbosa deixaram a sociedade e houve a entrada de Antônio Morais de Sousa como sócio. Verificou-se, ainda, que Antônio Lages Barbosa doou R$ 4 mil à campanha do prefeito, em 2012.

Para a promotora de justiça Flávia Valéria Nava Silva, ficou caracterizada a relação de proximidade íntima entre Antônio Barbosa e Miguel Lauand, além de “fortes indícios de direcionamento do procedimento de licitação”.

O Ministério Público requer que a Justiça determine, em liminar, a imediata suspensão dos contratos firmados com base no pregão presencial n° 01/2017, devendo o prefeito se abster de qualquer ato, especialmente no que diz respeito à realização de pagamentos ao Posto Brasil. Também foi pedida a indisponibilidade dos bens dos envolvidos.

Também foi requerido que, ao final do processo, seja totalmente anulado o processo licitatório, com a restituição integral aos cofres públicos de Itapecuru-Mirim dos valores já pagos. Foi pedida, ainda, a condenação de Miguel Lauand, Rodrigo Neres Martins; Antonio Lages Barbosa e da empresa Posto Brasil por improbidade administrativa. As penalidades previstas são o ressarcimento de R$ 2.560.898,41 (dois milhões, quinhentos e sessenta mil, oitocentos e noventa e oito reais e quarenta e um centavos) aos cofres municipais, multa de mesmo valor e proibição de realizar contratos ou receber benefícios do Poder Público por até cinco anos. Às pessoas físicas envolvidas, também estão previstas a perda do cargo público que estejam ocupando e a suspensão dos direitos políticos por oito anos.

QUEM DANÇA É O POVO!
No vídeo abaixo, divulgado em suas redes sociais, Wendel aparece no ‘Trem da Alegria’. Ele quer ser deputado, mas não diz a origem do dinheiro que vem usando para bancar essa ‘diversão’. No final das contas, quem vai dançar mesmo é o povo itapecuruense, conforme as imagens a seguir:

Posted by Wendell Lauande Lages on Sunday, June 17, 2018

CAIXA PARA CAMPANHA
Com a Ação Civil Pública por improbidade administrativa apresentada pelo MP, outras denúncias de corrupção vieram à tona. Uma delas é a de que os cofres municipais estariam servindo para fazer caixa para campanha de Wendel Lages, usando contratos fraudulentos para disfarçar as suspeitas do uso da máquina. Essas irregularidades podem até ser alvo de outras investigações já que o pré-candidato a deputado é filho da sobrinha do prefeito da cidade.

Além dos contratos para fornecimento de combustível à administração municipal, o genitor de Wendel também é acusado de alugar para prefeitura itapecuruense, sem licitação, um imóvel localizado para funcionar a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente. O contrato firmado em maio do ano passado custou R$ 12 mil mensais à Prefeitura, totalizando R$ 120 mil durante os 10 meses de aluguel.

Luciano Genésio anuncia apoio a Flávio Dino, Weverton e Waldir Maranhão

Blog do Marrapá 

O prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP), usou suas redes sociais neste domingo (17) para anunciar que apoiará o governador Flávio Dino à reeleição e os deputados Weverton (PDT) e Waldir Maranhão (PSDB) para o Senado. Ele também apoiará André Fufuca (PP) para deputado federal e a primeira-dama Thaiza Hortegal (PP) para deputada estadual.

Luciano Genésio reuniu 146 presidentes de comunidades e 11 vereadores para assistir à estreia do Brasil na Copa do Mundo e aproveitou a ocasião para anunciar os nomes dos seus pré-candidatos.

Em seu perfil no Instagram ele fez um agradecimento a todos os parceiros; à sua família, em especial ao seu pai, o ex-prefeito José Genésio; e ao deputado André Fufuca, que chamou de parceiro de todas as horas. Em seguida enumerou todos os nomes que terão seu apoio nas eleições estaduais.

Há cerca de uma semana, o secretário estadual de Articulação Política e Comunicação, Márcio Jerry, já havia postado em suas redes sociais o registro de uma reunião entre o governador e o prefeito, na qual também estiveram presentes os deputados Weverton e André Fufuca e a primeira-dama Thaiza Hortegal.

 

Senado: Rocha endurece o jogo contra Zé Reinaldo e oficializa pré-candidatura de Waldir Maranhão

Blog do Gláucio Ericeira

O senador Roberto Rocha endureceu o jogo contra o deputado federal José Reinaldo Tavares e atestou, pela primeira vez, a pré-candidatura do também deputado federal Waldir Maranhão ao Senado pelo PSDB.

“O PSDB é um partido democrático. Pode ter três ou trinta pré-candidatos ao Senado ou ao Governo. Até agora no PSDB tem três pré-candidatos ao Senado. Isso é um bom problema!!!!. Ele [Waldir] se coloca dentro do partido como pré-candidato ao Senado Além dele, por enquanto, tem o AA [Alexandre Almeida] e o ZR [Zé Reinaldo]”, afirmou o presidente do diretório estadual tucano e pré-candidato ao governo ao editor do Blog do Glaucio Ericeira.

A declaração de Roberto Rocha tem significado mais do que importante e demonstra o seu total descontentamento com o ex-governador, que mantém, de forma paralela, agenda de pré-campanha para Câmara Alta (reveja) e continua defendendo a pré-candidatura do deputado estadual Eduardo Braide (PMN) para o governo (reveja).

Waldir Maranhão, até o momento, era candidato de si próprio ao Senado dentro do PSDB.

Nem mesmo o ex-prefeito de Imperatriz e secretário-geral do partido, Sebastião Madeira, que condenou publicamente as declarações de Zé Reinaldo em favor de Braide, trabalhava com a possibilidade de uma chapa senatorial que não fosse formada pelo ex-governador e pelo deputado estadual Alexandre Almeida.

Pelo contrário. Madeira, nas entrevistas recentes que deu, deixou claro que ainda havia tempo para Zé Reinaldo “consertar as coisas”.

Pelas declarações de Roberto Rocha, este tempo expirou.

Josimar Maranhãozinho prestigia abertura do Arraiá de São João em Centro do Guilherme

A abertura do tradicional Arraiá de São João em Centro do Guilherme aconteceu na noite de ontem (15), na praça de eventos. Todos os anos a prefeitura vem se superando na infraestrutura e grandiosidade do festejo que é considerado um dos melhores e mais organizados do interior maranhense, durante vários dias a cidade recebe inúmeros visitantes, quadrilhas da região e diversas atrações musicais.

O deputado estadual Josimar Maranhãozinho (PR), mais uma vez marcou presença na abertura do festejo junino. Ao lado do prefeito Zé de Dário, do vice-prefeito Ives Evangelista, vereadores e secretários Maranhãozinho elogiou o trabalho realizado pela secretaria de cultura para promover um grande espetáculo, caprichando na decoração e nos detalhes. “Fico feliz em ver que cada ano essa cultura vem se fortalecendo aqui em Centro do Guilherme. Parabenizo o prefeito Zé de Dário pelo trabalho de continuidade e todos que trabalharam na organização dessa bonita festa.”

A primeira grande atração musical da noite foi o cantor Romim Mata, “A Voz do Paredão” que animou o público até o dia amanhecer.