Thiago Diaz tenta eleição com sistema igual a bitcoin, mas diretoria da OAB rejeita

 


O presidente da OAB/MA, Thiago Diaz saiu derrotado da reunião com sua diretoria nesta quinta-feira (30), onde foi registrada mais uma ausência do tesoureiro Kaio Saraiva, pré-candidato a presidente que defendia uma nova modalidade de votação, desconhecido e que segundo Diaz, usaria o mesmo sistema das moedas bitcoins.

Durante reunião, veja a ata no final, todos os conselheiros rejeitaram a proposta de Diaz e demonstraram o risco em manchar as eleições da OAB/MA.

O vice-presidente da OAB, Heleno Mota, falou da preocupação de direcionamento do voto, além da insegurança no voto deixar de ser secreto e gerar prejuízos aos advogados.

“Esse sistema defendido pode vulnerar o voto individual e secreto, na medida em que os donos dos escritórios podem direcionar e pressionar advogados que lá trabalham”, disse.

Ao tentar defender o sistema proposto por Kaio Saraiva, Thiago Diaz não soube sequer dizer o nome da empresa que foi contratada por ele e que será paga pelo tesoureiro, candidato na próxima eleição, e complicou-se ainda mais ao afirmar que o sistema será o mesmo utilizado em moedas do tipo bitcoin.
A diretoria da OAB/MA rejeitou a proposta unilateral de Thiago e manteve a votação presencial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.