Prefeito Edivaldo anuncia convocação de 566 aprovados em concurso da Educação

 

O prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) anunciou em suas redes sociais a convocação de 566 aprovados em concurso da educação até o fim deste mês. Além desses, já está disponível no Diário Oficial do Município o edital de chamada de 42 aprovados para o preenchimento de vagas que não foram ocupadas na última convocação. Todos os convocados fazem parte do cadastro de reserva do certame realizado em 2017. A entrada de novos profissionais na rede vai beneficiar mais de 100 mil alunos da Prefeitura de São Luís.

Com a convocação Edivaldo fortalece a rede de ensino de São Luís, evitando a falta de profissionais em sala de aula, garantindo o cumprimento do calendário escolar e aumentando a qualidade do processo ensino-aparendizagem, incluindo a Educação Especial, já que o concurso também permitiu a contração de profissionais para atender a alunos com alguma deficiência, tornando a rede de ensino municipal mais inclusiva.

Além disso, a chegada dos novos profissionais amplia as ações para reestruturação da rede de ensino que estão sendo implantadas em sua gestão como a reforma das escolas, incluindo a modernização e informatização das unidades, a concessão de direitos estatutários aos professores entre outras medidas que vem mudando a realidade do ensino municipal.

1 pensou em “Prefeito Edivaldo anuncia convocação de 566 aprovados em concurso da Educação

  1. Essas convocações só estão ocorrendo por causa das exonerações em massa feitas por professores que foram obrigados por terem sido pilhados com mais de um cargo público inacumulável e vedados pela CF, pois o prefeito havia restringido bastante o número máximo de pessoas na lista de excedentes do concurso público. Aí não teve jeito porque precisava preencher a lacuna deixada pelos mestres. Agora quero ver o que elf fará com relação a falta de agentes administrativos que está em falta em algumas escolas, sei de escolas que os gestores têm que improvisar usando para fazer tal serviço pessoas da limpeza e da vigilância das escolas, nesse caso vigias dp quadro, e por incrível que pareça há escolas que tem esse profissional em demasia, conheço uma ueb de educação infantil, cujo trabalho de secretaria é muito pouco perto das escolas de ensino fundamental, que há vários dessas pessoas que ñ fazem nada porque não tem serviço para elas. A Semed demonstra amadorismo em muitos aspectos deveria fazer um levantamento e distribuir essas pessoas, e onde falta fazer concurso público para agentes, não sei como o rei da terceização Edivaldo, ainda ñ contratou a eficiente Clasi para contratar mão de obra para essa função porque a empresa sem contrato para esta função com a Semed, pois tem para fornecer pessoal de limpeza, já fornece alguns administrativos lá no prédio da secretaria no São Francisco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.