O improvável apoio de Flávio Dino a Jair Bolsonaro e a incerta candidatura de Roseana

Blog do Gláucio Ericeira

O site do Jornal Valor Econômico voltou-se nesta segunda-feira (11) para o cenário político do Maranhão com vistas às eleições de 2018.

Trouxe duas informações traçando supostas estratégias articuladas pelos grupos do governador Flávio Dino (PC do B) e da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB).

Sobre o comunista, a publicação afirma (leia) que para sacramentar uma ampla aliança partidária em torno do seu projeto de reeleição Dino estaria disposto, por exemplo, a abrir palanque para o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC – RJ) para ter o apoio do PEN, partido pelo qual o parlamentar pretende disputar a Presidência da República.

O editor do blog avalia esta possibilidade como improvável. Dino apoiará ano que vem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ou outro candidato apontado pelo grupo do petista, caso este não possa concorrer.

Na semana passada, inclusive, o governador e o ex-presidente sacramentaram esta parceria – reveja.

O PEN no Maranhão é comandado pelo secretário municipal de Articulação Política de São Luís, Jota Pinto, que é pré-candidato a deputado federal e que não deverá barganhar com o governador tal situação [palanque a Bolsonaro] para apoiá-lo.

Já sobre Roseana, outra publicação (leia) feita também nesta segunda-feira sinaliza que a ex-governadora estaria disposta a enfrentar Flávio Dino na disputa pelo comando do Palácio dos Leões.

A candidatura de Roseana ao governo do estado ainda é uma incógnita e está recheada de incertezas – reveja.

Sobre o assunto, ela continua mantendo-se no mais absoluto silêncio, apesar de vários dos seus aliados defenderem seu nome.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.