Mandado de busca e apreensão é realizado na prefeitura e casa da prefeita de Bom Jardim

Com o objetivo de apreender documentos que comprovem fraudes em licitações, contratos de sublocação e a atuação de empresas fantasmas nos processos licitatórios do ano de 2014, a Promotoria de Justiça da Comarca de Bom Jardim, em parceria com a Superintendência Estadual de Investigações Criminais, realizou operação de busca e apreensão na sede da Prefeitura e na casa da prefeita, Lidiane Leite da Silva.

Os mandados de busca e apreensão foram autorizados pelo juiz Cristóvão Sousa Barros, titular da Comarca de Santa Inês, respondendo por Bom Jardim.

Para apurar as referidas fraudes, o Ministério Público instaurou, em 2014, os inquéritos civis nº 7 e nº 8, no município que fica localizado a 277 km de São Luís.
Quem coordenou a operação foi a promotora de justiça Karina Freitas Chaves.( Informações do Blog do Neto Ferreira) 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.