PF investiga mais de 90% das cidades do MA por desvios de verbas

A Polícia Federal investiga mais de 90% dos 217 municípios maranhenses por crimes como desvio de resursos e fraudes em licitações. A afirmação é do delegado Luís André Almeida, que coordena a Operação Cheque em Branco, desencadeada nesta sexta-feira (27), no Estado. “Fazendo uma projeção bastante ‘otimista’, algo em torno de 90% dos municípios do Maranhão possui uma investigação em curso, o que revela um quadro muito triste em nosso estado e que justifica o baixo IDH do Estado. Em números absolutos, é o Estado com o maior número de crimes dessa monta. Conseguimos superar São Paulo”, afirmou Almeida. Segundo ele, aproximadamente 700 inquéritos apuram denúncias dos dois tipos de crimes.

Nesta sexta, 10 pessoas, entre ex-prefeitos, ex-secretários e empresários, estiveram na Superintendência da PF em São Luís, para prestar esclarecimentos sobre investigações realizadas durante a operação. Foram apresentadas provas dos desvios de dinheiro de sete municípios: Arari, Serrano do MaranhãoPedro do Rosário, Paulo Ramos, CajapióVitória do Mearim e Turilândia. Os sete ex-prefeitos foram ouvidos.

“Esses gestores contraíam dívidas durante as eleições para ascender ao cargo púbico, com quadrilha de agiotas. O pagamento era feito com fraudes licitatórias, por meio de repasses federais, municipais e outros constitucionais. O que era mais estarrecedor é exatamente o modo de pagamento, que era muito peculiar. Muitos repassavam cheques em brancos, assinados, ou guias de saques em brancos, o que possibilitava à quadrilha uma verdadeira gestão dos recursos do município pela quadrilha. Era uma verdadeira transferência de responsabidalidades”, disse o delegado.

Agiotagem
A Polícia Federal confirmou, nesta sexta-feira (27) que 32 prefeituras do Maranhão estão sendo investigadas por desvio de recursos federais comandados por quadrilhas de agiotas. “Sete ex-prefeitos foram intimados. As outras 25 investigações prosseguem, a um ritmo que é muito peculiar a essas investigações, pois envolve análise de contas, sigilos fiscais, movimentações bancárias. É preciso que se aprimorem para que no momento certo possamos intimar todos os envolvidos”.

Os ex-gestores vão responder pelo crime previsto no decreto lei nº 201, que é um crime de responsabilidade de prefeitos, que trata de desvio de recursos públicos. “A devolução espontânea dos recursos desviados me parece que não é clara, mas a polícia e os órgãos de controle vão fazer seu trabalho para que seja feita a recuperação desse montante”, concluiu.

G1.com

2 pensou em “PF investiga mais de 90% das cidades do MA por desvios de verbas

  1. Marcelo Vieira,

    A Polícia Federal bem que deveria era fazer uma operação nas dependências da Secretaria de Educação do Estado (SEDUC), pois lá corre frouxo as fraudes em licitações com recursos federais. Na SEDUC entra secretário e sai secretario e as improbidades administrativas com lesões ao erário fazem é aumentar. Hoje está existindo naquela secretaria um esquema montado num festival de dispensa de licitações para favorecer as empresas, laranjas, do peito do secretário e de seus famintos familiares, que estão mais afoitos que trombadinhas na espreitas de idosos em fila do INSS. O secretário Pedro Fernandes tira de onda que não sabe de nada!!!!

    Aquela gente merece uma punição exemplar. Com algemas e tudo mais. Alguém precisa dar um cobro URGENTE naquela roubalheira, uma auditoria do próprio governo vai pegar tudo com muita facilidade!!! Não bastasse os eternos desvios com as empresas de segurança privada e conservação. Mas isso é um outro assunto com aval de outros pessoas.

  2. Marcelo Vieira,

    A Polícia Federal bem que deveria era fazer uma operação nas dependências da Secretaria de Educação do Estado (SEDUC), pois lá corre frouxo as fraudes em licitações com recursos federais. Na SEDUC entra secretário e sai secretário e as improbidades administrativas com lesões ao erário fazem é aumentar. Hoje está existindo naquela secretaria um esquema montado num festival de dispensa de licitações para favorecer as empresas, laranjas, do peito do secretário e de seus famintos familiares, que estão mais afoitos que trombadinhas na espreitas de idosos em fila do INSS. O secretário Pedro Fernandes tira de onda que não sabe de nada!!!!

    Aquela gente merece uma punição exemplar, com algemas e tudo mais. Alguém precisa dar um cobro URGENTE naquela roubalheira; uma auditoria do próprio governo vai pegar tudo com muita facilidade!!! Não bastasse os eternos desvios com as empresas de segurança privada e conservação. Mas isso é um outro assunto, com aval de outros pessoas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.