Saúde na capital vai parar na UTI e Flávio Dino faz festa no interior

Blog do Luis Cardoso

É de calamidade pública o estado de saúde do município de São luís. Médicos dos dois maiores hospitais de urgência e emergência da capital ameaçam cruzar os braços por falta de pagamentos.

No Djalma Marques e Clementino Moura, Socorrões I e II faltam medicamentos e equipamento. Há meses nem o básico para atendimento. A situação é caótica.

Enquanto isso, o presidente da Embratur, responsável direto pela eleição do atual prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, percorre os municípios do Maranhão pregando novas práticas na política do Maranhão, esquecendo que sua turma vai deixando a saúde da capital na UTI.
Neste sábado, Dino estará em Presidente Dutra em mais uma série do engodo “Diálogos Pelo Maranhão”, em campanha antecipada para ser o salvador da pátria do Maranhão.

Alguém em Presidente Dutra, que estiver presente ao evento teatral, deve perguntar ao candidato a governador como ele abandona São Luís para pregar mudanças.

Que mudança é essa se o Sassá Mutema do Maranhão não cuida de sua própria cozinha e pretende limpar o quintal do vizinho?

Em cinco meses a caravana já visitou 40 municípios pregando o novo. Enquanto isso, há sete meses o setor de saúde da capital foi pro brejo. É preciso desmascarar as falsas promessas, o engodo antecipado e a mentira deslavada.

2 pensou em “Saúde na capital vai parar na UTI e Flávio Dino faz festa no interior

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.