Candidato a prefeito de São Luís quer fechar blog do Luis Cardoso

Do Blog do Luis Cardoso 

O vice-governador e candidato a prefeito de São Luís, Washington Oliveira, tenta a todo custo fechar o blog do Luis cardoso. Primeiro pediu e conseguiu na justiça, através da 3ª Zona Eleitoral, a retirada do ar do blog por 24h. Um absurdo. No máximo, a juiza deveria solicitar a suspensão da postagem em que o candidato se acha ofendido. Nunca a suspensão do blog. Mas infelizmente ainda estamos no Maranhão.

O ditador Washington Oliveira insiste em dizer que a decisão da juíza se deu porque o blog não teria publicado seu direito de resposta. Além de censor, mentiroso. Na primeira intimação a juíza pediu apenas a retirada de uma enquete e não enviou direito de resposta. Na segunda intimação a retirada do ar e a solicitação do direito de resposta que não foi anexada ao Mandado de Intimação.

Agora, pela manhã, dois mandados de Intimação. E nos dois casos ele de novo: o carrasco da imprensa livre, WO. O primeiro, com pedido de direito de resposta, pelas mãos novamente da juíza Luzia Madeiro Nepomucena. O segundo por ordem do juiz Jesus Guanaré de Sousa Borges, da 2ª Zona Eleitoral, também com direito de resposta.

O blog publicará os dois direitos de resposta no período da tarde e tem o prazo gigantesco de 24h para se defender. A publicação da resposta de WO não fará com que o blog retire uma linha do foi postado.

Ele foi sim denunciado ao Ministério Público por estelionato. A ação movida pela agência de publicidade Opendoor diz respeito a realização de campanha eleitoral do PT, em 2004, e pagas com cheques sem fundos, todos assinados pelo vice-governador, além de uma promissória.  Os documentos estão com o promotor Justino Guimarães, da 3ª Vara Criminal.

Além disso, no mesmo período, o carrasco da liberdade de expressão deixou de pagar uma dívida para a gráfica Aquarela, que ele mesmo reconhece que hoje é de R$ 1 milhão.

Veja abaixo os cheques sem fundos assinados por WO na época em que ele era presidente do PT do Maranhão dados para a Opendoor, que ele diz não reconhecer o débito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.