Luciano Genésio faz avaliação sobre a situação da saúde em Pinheiro

O deputado Luciano Genésio (PCdoB) fez, na sessão desta terça-feira (7), um relato sobre a questão da saúde em Pinheiro, que atende aos demais municípios da Baixada Maranhense. O parlamentar disse que a saúde de Pinheiro mesmo sem o apoio do Governo do Estado conseguiu atingir bons índices, melhorando a qualidade de vida não só da população da cidade, mas como da Baixada como um todo.

O deputado do PCdoB contou, por exemplo, que o Hospital Antenor Abreu tem seis médicos, a exemplo de um clínico cirurgião, um médico de enfermaria, um cirurgião de cirurgias eletivas, um ortopedista e um anestesista, atendendo diariamente a demanda da Baixada Maranhense. O hospital realiza uma média de 250 internações por mês, faz uma média de 3.500 atendimentos de emergências por mês e 500 atendimentos ortopédicos no mesmo período.

Já no Hospital Materno Infantil, segundo o deputado, existem diariamente um pediatra na enfermaria e no berçário e um obstetra e faz uma média de 200 partos por mês e uma média de 3 mil atendimentos de urgência em pediatria por mês. Luciano Genésio afirmou que recentemente a cidade de Pinheiro foi parabenizada, por registrar o menor índice de mortalidade infantil no município, sendo inclusive convocada para o Plano de Redução de Mortalidade em virtude de altos índices anteriores de gestões passadas, e recebeu o selo do Unicef qualificando como um dos menores índices de mortalidades do Maranhão e do Brasil.

O deputado revelou que em janeiro deste ano a prefeitura conseguiu trazer a Samu para o município de Pinheiro, “apesar das perseguições, apesar de não quererem que a Samu se implantasse no município, mas mesmo assim, conseguimos junto ao coordenador de urgência e emergência garantir esse serviço no município, que faz uma média de 300 atendimentos por mês na cidade e na região”.

O parlamentar lamentou que tenha havido redução nos recursos repassados ao município, que na gestão anterior era de R$ 885 mil e hoje são R$ 789 mil, mas mesmo assim a prefeitura tem capacidade de fazer um bom atendimento. Contou também que o município recebeu uma carta do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, parabenizando por ter conseguido atingir o menor índice de mortalidade infantil daquela cidade.

Lamentou apenas que o Estado não tenha ajudado na conquista da UPA para o município, garantida por iniciativa própria da prefeitura e lembrou que o então governador Jackson Lago deixou R$ 12 milhões para a construção do hospital de alta complexidade em Pinheiro, chamado de Socorrão naquela época, mas o Governo do Estado “está trazendo o seu hospital de alta complexidade para a cidade de Pinheiro: trouxe para cidade de Pinheiro um trailer que vai passar dois meses na cidade, para tentar enganar os cidadãos daquela cidade e da Baixada Maranhense”.

1 pensou em “Luciano Genésio faz avaliação sobre a situação da saúde em Pinheiro

  1. luciano tu e muito cara de pau, precisa oleo de Peroba
    o teu prefeito que samu consequiu para pinheiro quando teu prefeito assumiu o convenio ja existia ainda nao havia recebido os recursos para equipamento e nen recebido as ambulancias, pelo que sei o ex-prefeito e futuro prefeito Filuca Mendes que lutou pr isso que UPA pinheiro precisa se voces nao dão conta de assumir os gastos dos hospitais e imagine mais uma UPA esta pensando que uma UPA e um UBS pra enganar igual fazem com os PSF que antes da Auditoria do SUS chegar em Pinheiro era mais nome de medico alugado para receber o recurso do PSF do medico trabalhando na minha area de PSF e so enganação de um dia( horas) por semana enquanto a metodologia do SUS e quarenta horas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.