Wellington do Curso entra na Justiça para tentar ser candidato

Rifado da disputa por conta do medo de Chico Carvalho de não se reeleger, Wellington do Curso deu entrada num mandado de segurança na Justiça comum e na eleitoral para garantir seu direito de ser candidato a vereador pelo PSL. Na comum a resposta foi negativa. Falta aguardar na eleitoral.

Para passar a ideia de que não se tratava de uma perseguição pessoal contra o empresário, Chico Carvalho combinou um protocolo de intenção assinado por mais dois partidos acordando que não poderia constar na lista de candidatos Wellington do Curso e o ex-deputado Nonato Aragão. Mas o alvo era só o primeiro.

Apesar de ter impedido um filiado de ser candidato, mesmo sem motivo plausível, Carvalho afirma não ter medo de disputar com ninguém. Não é o que parece.

Em conversa ontem com o blog, Wellington considerou a atitude de Carvalho como um golpe contra a democracia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.