Vice de Soliney Silva é citado em grampo da PF no esquema de Cachoeira

O vice-prefeito de Coelho Neto-MA, Sérgio Ricardo Viana Bastos, foi citado na operação Monte Carlos, da Polícia Federal, como sócio de uma empresa de comunicação que opera ilegalmente.

Luiz Okamoto, diretor da Mega FM, rádio do grupo Cachoeira foi flagrado nos grampos da Operação Monte Carlo, relatando ao contraventor reunião que teve com o deputado Sandes Júnior (PP-GO).

Na conversa, os dois mencionam suposto pedido de Demóstenes e acertam encontro para discutir uma pendência. A sociedade da Rede Brasiltur de Televisão, empresa que também opera apesar de não ter conquistado outorga junto a Anatel, é composta pelo cunhado de Cachoeira, o motorista do ex-diretor da Delta e Sérgio Ricardo Viana Bastos, que é vice-prefeito do município de Coelho Neto (MA).

A legalidade das empresas de comunicação de Cachoeira já foi questionada em instâncias como o Ministério Público Federal e o próprio Ministério das Comunicações. A 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF apura a constituição de cartel, prejudicando processos licitatórios e a Secretaria de Serviços de Comunicação registrou que a Fundação Nelson Castilho “não foi localizada no endereço de correspondência constante no ministério.”

Com informações da site da PF

1 pensou em “Vice de Soliney Silva é citado em grampo da PF no esquema de Cachoeira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.