Hemetério Weba volta a explicar envolvimento dele em CPI de 1999

O deputado Hemetério Weba (PV) voltou a ocupar a tribuna, nesta quarta-feira (9), para esclarecer o episódio da CPI do Crime Organizado, na qual o parlamentar foi convocado, e disse que o pronunciamento “foi para falar sobre o assunto do qual me imputaram em 1999 como quadrilheiro, como um dos maiores traficantes do Estado do Maranhão e tudo isso que eu passei na minha vida tem que ser esclarecido agora, porque o povo do Maranhão que não me conhece, às vezes, tem uma péssima imagem do deputado Hemetério, da pessoa do Hemetério, do homem que ocupou três mandatos de prefeito nesse Estado do Maranhão e dois de deputado estadual”.

O deputado afirmou que ficou calado um bom tempo porque naquela época não tinha voz e nem vez para utilizar a tribuna da Casa, para que aqui pudesse botar a limpo aquilo que aconteceu em 99. “Quando envolveram o meu nome naquele episódio, só fui envolvido porque denunciei bandidos daquela região onde eu morava. Em momento nenhum, no pronunciamento passado, fiz em nome desonra, disse apenas que nesta Casa está hoje ex-secretário de Segurança Pública e atual deputado estadual pelo Maranhão, e que ninguém mais do que ele poderia mostrar seus relatórios do que foi investigado da pessoa de Hemetério Weba”, explicou.

Hemetério Weba rebateu o colega Raimundo Cutrim (PSD), que em pronunciamento anterior negou que o tenha investigado, quando foi secretário de Segurança do Estado. O parlamentar do PV reafirmou que foi investigado pela Secretaria de Segurança e deu outros esclarecimentos a respeito do episódio.

“Pois é assim que muitas vezes as verdades que se publicam e que se falam nesse Estado do Maranhão, as calúnias quando se quer caluniar, porque ninguém sofreu mais do que eu, meus amigos e a minha família. Mas Deus me deu a tranquilidade de esperar por muito tempo e esse tempo chegou, muito embora atrasado, mas chegou esse tempo, e agora é que eu quero ver aqueles que tanto me acusaram de quadrilheiro”, desafiou.

Num longo pronunciamento, o deputado foi rebatendo a investigação feita pela CPI na época. “Agora eu não aceito mais triscar no nome do deputado Hemetério sem que haja provas contundentes. Não provas falsas e fictícias, e provas de quem já foi embora e não volta mais como aconteceu aqui. Agora este caso tem que ser elucidado realmente e tenho certeza que não só os casos que vêm acontecendo no Maranhão, pois está sendo bem investigado, está sendo bem conduzido pelo atual secretário de Segurança do Estado do Maranhão com a sua equipe, mas está levando as coisas de forma condigna e digna para não prejudicar pessoas inocentes”, garantiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.