E a greve continua…

Do blog do Décio

 Foi encerrada agora há pouco mais uma rodada de negociação do governo com os militares grevistas na sede da OAB. O secretário e senador licenciado João Alberto (Projetos Especiais) disse que o governo apresentou uma proposta de salário-base no valor de R$ 2.240, o que representa um aumento de cerca de 10%. A proposta está sendo analisada pelos policiais. Os grevistas querem reajuste de 30%. Foi marcada uma nova reunião para a próxima sexta-feira à tarde.

João Alberto afirmou que nessa nova rodada de negociação não aceitará mais sentar à mesa com lideranças que não sejam maranhenses. Desde o início da greve vários ex-PMs de outros estados é que dão as cartas no movimento local. É o caso do baiano Marcos Prisco, acusado de falsidade ideológica, e o deputado por Roraima, Francisco Sampaio (PCdoB).

“Eles não conhecem a realidade local e vieram com propostas absurdas, como passar o salário de R$ 2.028 para R$ 3.800. Nenhum governo no país tem condição de pagar um aumento desse, mesmo que seja escalonado”, declarou o secretário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.