“Chapinhas” devem eleger entre oito e nove deputados estaduais

Duas chapinhas formadas pelos partidos considerados nanicos devem eleger entre oito e nove deputados estaduais.

Depois de muitas conversas foi formada uma coligação com o PSL/PRB/PMN/PR, que deve eleger quatro deputados. A coligação conta co dois deputados de mandato, Marcos Caldas do PRB e Nonato Aragão do PSL.

O PSC e o PP estavam na mesa de negociação, mas foram excluídos dessa formação porque candidatos, principalmente do PSL ficaram com medo dos deputados Penaldon Jorge (PSC), Hélio Soares e João Batista, ambos do PP.

A saída foi o PP coligar com o PSC, o que acabou sendo melhor para os dois partidos.   Assim, com essa coligação, PP/PSC podem eleger até quatro deputados.

Vamos aos prognósticos:

Coligação PSL/PRB/PMN/PR

Edson Araújo
Edson Araújo
Marcos Caldas
Marcos Caldas
Nonato Aragão
Nonato Aragão
Raimundo Loro
Raimundo Loro

PSL– Edson Araujo, Canindé Barros e o deputado Nonato Aragão são os principais nomes do partido e deve eleger dois.  Os mais cotados são Edson Araujo e Nonato Aragão, nesta ordem.

PRB– O deputado Marcos Caldas está garantido. O outro nome forte e co chances de surpreender é o Pastor Paulo da igreja Universal do Reino de Deus.

PMN- Daniel Macedo(filho de Sérgio Macedo), Eduardo Braide, Rogério Cafeteira e Lima (filho do deputado Lima) disputam apenas uma vaga. Daniel Macedo deve ficar com a vaga.

PR– Os dois nomes de peso são: Raimundo Loro (marido da deputada Fátima Vieira e ex-prefeito de Pedreira) e o empresário J. Pinto.  Vantagem para Raimundo Loro.

Coligação PP/PSC

Nessa coligação também devem ser eleitos quatro deputados.

Hélio Soares
Hélio Soares
João Batista
João Batista
Penaldon Jorge
Penaldon Jorge

O PP faz dois. Reelege tranquilamente os deputados Hélio Soares e João Batista.

O PSC também faz dois deputados. Garante o retorno do deputado Penaldon Jorge e a outra vaga será disputada pelos candidatos: Léo Cunha, Pastor Pedro Lindoso e o dr. Pádua de Imperatriz.  Léo Cunha tem mais chances de ficar com a vaga.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.