Candidatura de Zé Reinaldo ao Senado é homologada em convenção

Zé Reinaldo durante convenção que confirmou sua candidatura

O ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB) teve sua candidatura homologada ao cargo de senador, durante a convenção do PSB e PCdoB, realizada na tarde de hoje (30), no auditório Fernando Falcão, da Assembleia Legislativa.

Uma coligação composta por três partidos (PCdoB, PSB e PPS) oficializou o nome de Flávio Dino (PCdoB) para concorrer ao cargo de governador do estado. A vice do deputado federal é a professora Miosotis Lucio (PPS).

Sob gritos de “renovação para mudar o Maranhão”, Flávio Dino e sua comitiva foram recebidos por caravanas, representantes de movimentos sociais e lideranças políticas na convenção estadual do PCdoB, que confirmou as candidaturas. Mais de duas mil pessoas lotaram o espaço para aplaudir, apoiar e dar votos de esperança para a mudança no estado.

José Reinaldo durante seu primeiro discurso como candidato situou a importância do momento. “Todos os dias leio todos os jornais, até aquele que fala mal da gente. Mas descobri que falam mal porque eles temem a nossa força. Disseram que não ia ter ninguém aqui, mas vejo o contrário.

Durante um famoso discurso, Winston Churchill disse: ‘Não tenho nada a oferecer a não ser sangue, suor e lágrimas’. Hoje estamos vivendo uma guerra e precisamos vencer para tirar essa oligarquia do poder”, disse.

O candidato ao Senado justificou ainda porque classificou como guerra o momento vivido pela oposição no estado. Em primeiro lugar relembrou a intervenção do Diretório Nacional do PT que impôs a candidatura de Roseana Sarney (PMDB), indo na contramão da decisão regional, tomada em março, de apoio ao deputado federal Flávio Dino. Falou ainda sobre os boatos que eram divulgados nos meios de comunicação do grupo sobre uma possível desistência de Flávio Dino. “Vocês não imaginam a quantidade de ligações que Roseana Sarney fez para tentar tirar o apoio do PPS, ela que já possui 16 partidos. E ainda mostra o Maranhão que não existe nas propagandas do governo”, afirmou, criticando o grupo que há mais de 40 anos governa o Maranhão.

O ex-governador do estado voltou a criticar o posicionamento dos senadores da bancada maranhense que votaram contra a emenda sobre a distribuição dos royalties de petróleo. “Vocês acham que o Maranhão não precisa de R$ 1 bilhão e meio?”, questionou a plateia. “Pois foi esse valor que os senadores dispensaram votando contra a divisão dos lucros do pré-sal”, completou respondendo ao questionamento.

Além de PSB, PCdoB e PPS a candidatura de Zé Reinaldo também já recebeu o apoio oficial do PTC.

As candidaturas receberam apoio de representantes do PT-MA, como Teresinha Fernandes, Domingos Dutra e Augusto Lobato. A convenção reuniu também membros do PCdoB, entre eles o senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), representante do diretório nacional. O presidente regional do PSB, José Antônio Almeida, o vereador pastor Luís Gonçalves (PSB), o deputado federal Ribamar Alves, bem como o prefeito de Caxias, Humberto Coutinho (PDT) e de Matões, Suely Pereira (PDT), estiveram no evento. O presidente estadual do PPS, Paulo Matos, também prestigiou a convenção do PCdoB.

(da assessoria de Zé Reinaldo)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.