Todos os posts de Marcelo Vieira

Othelino Neto faz avaliação positiva das eleições e agradece votação

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), fez, nesta terça-feira (9), uma avaliação positiva das eleições e aproveitou para agradecer a votação expressiva que recebeu (60.386 votos), assegurando-lhe a reeleição como o quinto mais votado.

“Quero agradecer ao povo do Maranhão pela minha reeleição. Foi o reconhecimento do trabalho que fizemos nos últimos quatro anos. Além disso, o povo deu uma maiúscula vitória ao nosso campo político, com a reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB), no primeiro turno, e com a eleição dos senadores Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS). Foi uma sinalização objetiva e clara de quem está gostando desse novo modelo político que vem sendo implantado no Estado”, assegurou.

“O Maranhão está mudando para melhor e agora os maranhenses avalizaram isso”, enfatizou.

Othelino Neto fez um agradecimento especial aos seus eleitores. “Eu fico muito grato pela minha vitória. A votação foi muito boa e agradeço a cada um dos meus eleitores, dos municípios que tive mais votos aos que tive menos. Fico feliz que o povo do Maranhão tenha reconhecido o meu trabalho, me permitido continuar na Assembleia”, afirmou.

O presidente da Assembleia fez também uma saudação aos novos deputados eleitos e aos reeleitos. “Tenho certeza de que os novos deputados que vão chegar aqui vão somar muito e ajudar muito o Maranhão, como os atuais estão fazendo”, manifestou.

Sobre a bancada feminina na Assembleia Legislativa, Othelino disse que é preciso aumentar mais a representação da mulher na política. “Torço para que isto aconteça nas próximas eleições, tanto na Assembleia quanto na Câmara Federal. Esperamos que as mulheres ocupem mais espaço na vida pública maranhense. A boa notícia é a eleição da senadora Eliziane”, finalizou.

Prefeitura divulga lista dos primeiros sorteados do Cadastro Habitacional

A Prefeitura de São Luís realizou, nesta terça-feira (09), o primeiro sorteio das novas unidades habitacionais do programa federal ‘Minha Casa, Minha Vida’. Participaram do certame pessoas inscritas e habilitadas no último Cadastro Habitacional de Interesse Social, efetuado pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh). Nesta primeira etapa, foram sorteadas 2.176 casas dos residenciais Morada do Sol I e II, localizados no Maracanã.

A listagem com o nome dos contemplados esta disponível no endereço (http://habitacao.saoluis.ma.gov.br/) e, também, pode ser consultada nos murais da Central. A ação integra a política habitacional da gestão do prefeito Edivaldo que já entregou mais 16 mil unidades, beneficiando aproximadamente 55 mil pessoas.

“A Prefeitura concluiu com êxito o cadastro habitacional e agora estamos realizando a etapa do sorteio, para darmos chances igualitárias a todos os inscritos que atenderam aos critérios do programa. Por meio dos programas habitacionais desenvolvidos em São Luís na gestão do prefeito Edivaldo, a redução do déficit habitacional na capital já é uma realidade concreta, e, agora, vamos concretizar o sonho de outras centenas de pessoas que aguardam pela tão esperada casa própria para viver com mais dignidade com suas famílias”, afirmou Mádison Leonardo.

O sorteio ocorreu na sede da Central de Atendimento da Habitação, com a presença do titular da Semurh, Mádison Leonardo Andrade, representantes de órgãos afins à área habitacional e de populares habilitados para o sorteio. Segundo o secretário, participaram do ato 266.603 pessoas que tiveram suas inscrições deferidas no novo Cadastro Habitacional de Interesse Social realizado pela Prefeitura de São Luís e que ficou com inscrições abertas no período de 25 de julho a 8 de agosto deste ano. O cadastramento teve um total de 326.094 inscritos, porém, 594.91 tiveram seus cadastros indeferidos por prestarem informações em desacordo com as exigências do edital, a grande maioria referente à renda informada, endereço ou idade.

Visando aferir veracidade e lisura ao processo de seleção, o sorteio foi acompanhado pelos membros do Conselho da Cidade, José Francisco Diniz, Lílian Porto e Josuel Silvestre; o defensor público, Marcos Patrício Monteiro; e o auditor de Controle Interno do Município, Fernando Carlos Machado. “Nós acompanhamos de perto todo o processo, avaliando as normas e o andamento do certame, em reuniões mensais do colegiado, o que nos permitiu verificar a lisura do processo de sorteio das unidades habitacionais”, afirmou o membro do Conselho da Cidade, José Francisco Diniz.

Os residenciais Morada do Sol I e II contam com um total 2.176 casas com 42,87 m² de área privativa, compostas por dois dormitórios, sala, banheiro, cozinha e lavanderia integrada. O habitacional dispõe ainda de equipamentos urbanos como uma unidade básica de saúde, creche e uma escola com 12 salas de ensino fundamental.

Saiba quais partidos definiram apoio no segundo turno das eleições presidenciais

G1

Com a confirmação de Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições presidenciais, os demais partidos começaram a definir a posição que adotarão no pleito.

No primeiro turno, Bolsonaro obteve 49,2 milhões de votos (46,03%) e Haddad, 31,3 milhões (29,28%). O segundo turno está marcado para o dia 28.

Até o momento, cinco partidos já definiram qual posição adotarão no segundo turno. PP, Novo e DC decidiram pela neutralidade. Isso significa que as siglas não apoiarão formalmente nem Bolsonaro nem Haddad. O PTB definiu apoio a Bolsonaro. Já o PSOL decidiu apoiar a candidatura de Haddad.

Saiba abaixo a posição dos partidos no segundo turno (em ordem alfabética):

DC: O partido de Eymael, que disputou o primeiro turno, decidiu nesta terça por uma posição de neutralidade no segundo turno. Com isso, os filiados estão liberados para votar em qualquer um dos dois candidatos.

Novo: O partido, que concorreu no primeiro turno com João Amoêdo, confirmou nesta terça-feira (9) que não vai apoiar nem Fernando Haddad (PT) nem Jair Bolsonaro (PSL). No entanto, a sigla declarou, em nota aos militantes, que é “absolutamente” contrária ao PT, que, segundo o Novo, “tem ideias e práticas opostas às nossas”.

PP: A sigla divulgou um documento nesta terça em que declara que manterá postura de “absoluta isenção e neutralidade” no segundo turno. A legenda integra o chamado bloco do “Centrão” e no primeiro turno do pleito havia participado da coligação do candidato do PSDB, Geraldo Alckmin.

PSOL: O partido, que disputou o primeiro turno com Guilherme Boulos, declarou que irá apoiar o candidato do PT, Fernando Haddad, no segundo turno. A decisão foi tomada pela Executiva Nacional do partido após reunião na segunda (8).

PTB: Em nota divulgada nesta terça, o partido anunciou apoio a Bolsonaro. Segundo a nota, as propostas econômicas do candidato do PSL são o principal motivo do apoio.

O FIASCO DA FAMÍLIA MURAD NA ELEIÇÃO

Se a candidatura do senador Roberto Rocha, o popular “Asa de Avião”, ao Governo do Estado foi um fiasco, a votação obtida não dava para ele se eleger nem a deputado federal, imagine como se saiu os candidatos da família Murad, que junto com as famílias Sarney/Lobão dominaram o Maranhão ao longo de quase cinco décadas? O fracasso foi semelhante.

Ricardo Murad, que sempre fez campanhas riquíssimas a base de recurso públicos, desta vez, sem a máquina do Estado, os helicópteros e os convênios da Secretaria de Saúde para conquistar apoio de prefeitos, definhou, não conseguiu colocar no plenário da Assembleia Legislativa um único representante sequer, muito menos se eleger para a Câmara Federal.

O fiasco começou com o próprio Ricardo tendo uma votação pífia e humilhante para deputado federal. O discurso agressivo contra o governador bem avaliado mostrou-se ser uma estratégia equivocada, fora de tempo, e lhe renderam apenas 23.320, insuficiente para lhe colocar até nas primeiras suplências da coligação.

Murad, que já entrou na campanha derrotado pela Justiça Eleitoral ao ter o pedido de registro indeferido em função de encontrar-se com seus direitos políticos cassados, recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral e partiu para horário eleitoral enfurecido, destilando ódio contra Flávio Dino. A resposta da população foi o desprezo.

A derrota dos Murad era iminente, mas para evitar o fracasso, o genro de Ricardo Murad, deputado Sousa Neto, que também se elegeu em 2014 com auxilio de helicópteros da Secretaria de Saúde, foi convencido a desistir da reeleição e apoiar a candidatura da cunhada Andréa Murad, última esperança da família, mas a articulação não funcionou.

Andréa obteve apenas 17.233 votos, suficientes para garantir a reeleição. A deputada, após quatro anos de discursos agressivos a caluniosos contra o Governo Dino foi reprovada pelos eleitores e terá que amargar o ostracismo e chorar no colo do pai, outro rejeitado pelos eleitores.

Blog do Jorge Vieira

Astro de Ogum mostra força ao eleger aliados entre os mais votados em São Luís

O presidente da Câmara de São Luís, Astro de Ogum (PR), foi um dos vitoriosos na eleição. Fez de seu aliado Hélio Soares (PR), o décimo primeiro deputado estadual mais votado na Capital, com 9.070 votos.

Além disso, Astro também ajudou a eleger o ex-secretário Márcio Jerry (PCdoB) em São Luís na disputa por uma das 18 vagas na Câmara dos Deputados, colocando o comunista na quarta posição dos mais votados com 17.246 votos.

Blog do Gláucio Ericiera

Josimar e Detinha são os campeões de votos

Depois de uma candidatura que o Maranhão inteiro abraçou o hoje eleito deputado federal Josimar Maranhãozinho (PR), sai da disputa com uma votação extraordinária 195.768 votos, sendo eleito o deputado federal mais bem votado do Maranhão. A sua esposa Detinha (PR), também “espocou” as urnas, recebendo 88.402 votos, sendo a deputada estadual mais bem votada.

A campanha do casal foi a mais abraçada em todo o estado. As adesões vieram de todos os municípios de Norte a Sul. Maranhãozinho credita esse sucesso nas urnas a um trabalho sério, desenvolvido em municípios que o apoiam e que hoje são referências administrativas em todo Maranhão graças a um trabalho de parcerias.

Detinha acredita que, como candidata pela primeira vez a deputada, a sua eleição histórica também se deve a um grande trabalho que realizou como gestora, transformando um município pequeno e sem perspectiva em modelo de gestão.

O casal promete muito trabalho e empenho pelos municípios daqui para a frente, em mais um novo e fortalecido projeto político.

Com votação expressiva, Dra Thaíza é eleita dep estadual

 


Foram cinco meses percorrendo mais de sessenta cidades do Maranhão, muita dedicação e esforço, refletiram nas urnas do Maranhão neste domingo (07).

Thaiza é uma jovem médica e está como primeira dama no município de Pinheiro, onde desenvolve projetos voltados para a saúde que servem de moledos para as demais cidades.

Com uma votação expressiva, a deputada surpreendeu tendo mais de cinquenta e um mil votos ficando em sétimo lugar entre as mais bem votadas de todo o estado.

Pinheiro entrou em festa com a eleição de Thaiza, Pinheirenses mais uma vez vestiram rosa e saíram às ruas para comemorar junto com a mais nova deputada a vitória.

Finalizaram a carreata da vitória se reunindo em frente ao comitê central da cidade. Em discurso a deputada estadual Dra. Thaiza se emocionou ao agradecer o apoio e os votos que recebeu.

“Toda honra e toda glória a Deus que até aqui me sustentou, me deu forças para não desistir. Gratidão essa é a palavra que me define nesse momento, agradeço ao Luciano que acreditou em mim e me incentivou, agradeço ao povo que acreditou nessa nova forma de fazer política, agradeço a toda a minha equipe. Prometo honrar cada voto, não vou decepcionar meus eleitores, irei trabalhar diuturnamente para construir um Maranhão diferente, humanizado, com mais saúde e educação”.

Após mais de vinte anos sem representantes na ALEMA a Baixada terá Thaiza como deputada estadual.

A chapa do prefeito de Pinheiro Luciano Genésio, logrou êxito na cidade ajudando a reeleger André Fufuca para deputado federal, Weverton Rocha para senador e Flávio Dino para governador.

Campanha

Foram cinco meses percorrendo mais de sessenta cidades do Maranhão, muita dedicação e esforço, refletiram nas urnas do Maranhão neste domingo (07).

Thaiza é uma jovem médica e está como primeira dama no município de Pinheiro, onde desenvolve projetos voltados para a saúde que servem de moledos para as demais cidades.

Com uma votação expressiva, a deputada surpreendeu tendo mais de cinquenta e um mil votos ficando em sétimo lugar entre as mais bem votadas de todo o estado.

Pinheiro entrou em festa com a eleição de Thaiza, Pinheirenses mais uma vez vestiram rosa e saíram às ruas para comemorar junto com a mais nova deputada a vitória.

Finalizaram a carreata da vitória se reunindo em frente ao comitê central da cidade. Em discurso a deputada estadual Dra. Thaiza se emocionou ao agradecer o apoio e os votos que recebeu.

“Toda honra e toda glória a Deus que até aqui me sustentou, me deu forças para não desistir. Gratidão essa é a palavra que me define nesse momento, agradeço ao Luciano que acreditou em mim e me incentivou, agradeço ao povo que acreditou nessa nova forma de fazer política, agradeço a toda a minha equipe. Prometo honrar cada voto, não vou decepcionar meus eleitores, irei trabalhar diuturnamente para construir um Maranhão diferente, humanizado, com mais saúde e educação”.

Após mais de vinte anos sem representantes na ALEMA a Baixada terá Thaiza como deputada estadual.

A chapa do prefeito de Pinheiro Luciano Genésio, logrou êxito na cidade ajudando a reeleger André Fufuca para deputado federal, Weverton Rocha para senador e Flávio Dino para governador.

Fácil: Flávio Dino (PC do B) é reeleito governador do Maranhão

Do G1

Flávio Dino, do PCdoB foi reeleito neste domingo (7) governador do Maranhão para os próximos quatro anos. Com 88% dos votos válidos apurados por volta das 21h20 , o candidato tinha 1.658.356 milhões de votos, o que correspondia a 59,4% dos votos válidos, contra 23,43% de Roseana Sarney (MDB). Veja a apuração completa no estado.

A reeleição leva Dino ao segundo mandato como governador, assim como também reelege a vice-governador o empresário Carlos Brandão, do PRB. A coligação que apoiou a candidatura se chama “Todos pelo Maranhão” e foi composta pelo PCdoB, PDT, PRB, PPS, PTB, DEM, PP, PR, PTC, PPL, PROS, AVANTE, PEN, PT, PSB e Solidariedade.

Flávio Dino de Castro e Costa é formado em Direito pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), tem 50 anos e é advogado, ex-juiz federal e professor de Direito Constitucional na UFMA, atualmente licenciado. Natural de São Luís, nasceu em 30 de abril de 1968 e é filho dos advogados Rita Maria e Sálvio Dino. Atualmente, é casado com Daniela Lima e tem quatro filhos.

Pronunciamento de Roseana

Em segundo lugar nas eleições, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) emitiu uma nota parabenizando a vitória de Flávio Dino e agradecendo os votos que recebeu.

“As eleições representam a celebração da democracia. É o momento em que os cidadãos expressam suas vontades e suas escolhas. Com os resultados já conhecidos, e em respeito à decisão da maioria, parabenizo a todos os candidatos que se apresentaram à escolha popular. Agradeço, de coração, a todos que me ajudaram com o seu trabalho e sua dedicação em toda a minha carreira politica, especialmente nestas eleições. Ao governador Flávio Dino, aos senadores, deputados federais e estaduais eleitos, desejo sucesso no exercício de seus mandatos. A todos os maranhenses, o meu carinho e o meu reconhecimento”, disse Roseana.

Carreira política

Dino iniciou a vida política em 2006, quando abandonou a carreira da magistratura para se filiar ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Naquele ano, se candidatou e venceu o pleito para deputado federal.

Em 2008, candidatou-se a prefeito de São Luís, mas foi derrotado por João Castelo. Dois anos depois, se candidatou a governador do Maranhão e foi derrotado por Roseana Sarney.

No primeiro mandato da Presidente da República Dilma Rousseff (PT), em 2011, Flávio Dino assumiu a presidência do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) e ficou no cargo até 2014. Nesse ano, ele concorreu novamente ao cargo de governador do Maranhão e desta vez venceu as eleições no primeiro turno, com 63.52% dos votos.

A campanha

Flávio Dino (PCdoB) iniciou a campanha em meio a um decreto de inelegibilidade da juíza da 8ª Zona Eleitoral de Coroatá, Anelise Nogueira Reginato. A sentença também atingiu seu ex-secretário de articulação política e candidato a deputado federal, Marcio Jerry.

A juíza afirmou que o programa “Mais Asfalto” foi utilizado para beneficiar a candidatura em 2016 dos atuais Prefeito e vice-prefeito de Coroatá, Luís Mendes e Domingos Alberto. A magistrada diz ainda que há prova de que Flávio Dino fez uma afirmação condicionando o trabalho de asfaltamento na cidade à eleição de Luís Mendes.

Por ser de 1ª instância, a decisão não impediu a candidatura dele e de Jerry nas eleições de 2018. Ambos recorreram e o caso ainda será apreciado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão.

Durante a campanha, fez viagens a várias cidades do Maranhão, onde promovia caminhadas e carreatas. Enquanto candidato, também dedicou-se a fazer vídeos e fotos nas redes sociais que eram publicadas diariamente, destacando a campanha e as suas ações como governador.

Pelos adversários, foi criticado por seu governo ter acabado com alguns programas sociais do governo anterior e pelo rigor na apreensão de carros e motos pela Polícia Militar. Na saúde, recebeu críticas pela falta de clínicas de hemodiálise no interior do Maranhão, além de um esquema com funcionários fantasmas descoberto pela Polícia Federal, em 2015, que teria desviado milhões de reais da Secretaria de Saúde.

No TRE, registrou um programa de governo com 65 propostas em diversas áreas, como infraestrutura, segurança, cultura e emprego. Expandir os programas já existentes e implantar um novo sistema estadual de marcação de consultas na saúde fazem parte das propostas.

Em entrevistas, debates e nas redes sociais destacou programas realizados em seu primeiro governo, principalmente o ‘Escola Digna’, dedicado a reconstruir escolas de taipa no interior do estado.

Flávio também declarou que vai dobrar para 50, o número de restaurantes populares. Na saúde, prometeu entregar novos hospitais e apresentou a proposta de Policlínicas Regionais, que seriam espaços para consultas e exames.

Apuração no Maranhão

Atualização em 21h20 com 13.951 seções apuradas do total de 15.830:

Datafolha: Bolsonaro chega a 39% dos votos válidos e se aproxima de vitória no 1° turno

Líder nas pesquisas há meses, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) chegou aos 39% dos votos válidos e está a 11 pontos percentuais de vencer as eleições presidenciais já no primeiro turno, apontou a pesquisa Datafolha divulgada na noite desta quinta-feira.

Considerando os votos brancos, nulos e os indecisos, Bolsonaro lidera com 35%, uma subida de 3% em relação ao levantamento do mesmo instituto, divulgado há dois dias.

O ex-capitão do Exército é seguido de Fernando Haddad (PT), que está com 22% dos votos totais, Ciro Gomes (PDT), que tem 11%, Geraldo Alckmin (PSDB) e seus 8%, e Marina Silva (Rede), que hoje possui 4% das intenções de voto.

Ainda pontuaram os candidatos João Amoêdo (Novo), com 3%, Álvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB) – ambos com 2% —, e Cabo Daciolo (Patriota), que soma 1%. Brancos e nulos chegam a 6%, e 5% não sabem ou não responderam.

Considerando apenas os votos válidos (descartados os brancos, nulos e indecisos), a diferença de Bolsonaro para Haddad é de 14 pontos percentuais. Neste cenário, Ciro aparece com 13%, Alckmin tem 9% e Marina mantém os mesmos 4%.

Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa alcançar 50% dos votos válidos, mais um voto.

Nas simulações de segundo turno, Bolsonaro e Haddad aparecem tecnicamente empatados (44% a 43% a favor do ex-capitão), mesma situação em um hipotético encontro entre Bolsonaro e Alckmin (43% a 42% a favor do tucano).

Já Ciro vence Bolsonaro (48% a 42%), enquanto Alckmin derrota Haddad (42% a 38%) dentro da margem de erro.

Drª Thaíza arrasta uma multidão e realiza o maior evento de campanha já realizado em PINHEIRO

Cerca de Vinte mil pessoas participaram do último ato de campanha da candidata à deputada estadual Dra. Thaíza, nesta quinta-feira (04), em Pinheiro.

O evento que teve sua concentração na Praça São José, seguiu percorrendo as ruas da cidade e arrastando uma multidão vestidas de rosa declarando apoio a Dra. Thaíza, ao lado da candidata esteve também o deputado federal e candidato a reeleição, André Fufuca e o prefeito de Pinheiro,Luciano Genésio.

É notório o carinho que os Pinheirenses tem pela candidata, por onde ela passava era ovacionada pelo povo. A caminhada se encerrou na Praça Matriz onde a candidata se encontrou com uma multidão que esperava ansiosamente por seu discurso.

O evento foi marcado por discursos homenagens emocionantes ao grande líder Moacir do Beiradão que faleceu na última segunda-feira. Encerrando com chave de ouro, Thaíza agradeceu o apoio que recebeu durante esses cinco meses percorrendo mais de sessenta cidade do Maranhão.

“A Cerca de cinco meses deixei o seio da minha família para me dedicar em um projeto político, percorrendo vários municípios, não é um caminho facial, não foi uma decisão fácil, pois meus filhos são pequenos. Mas em cada cidade que eu passava minhas forças eram renovadas, cada palavra de apoio me mostrava que eu estava no caminho certo. E se hoje estou aqui, primeiramente é graças a Deus, pois sem ele nada se pode fazer, e ao meu povo maranhense que sempre me recebeu de braços e que acreditou nos meus projetos e planos para mudarmos o nosso estado.Agradeço desde já por todo o apoio, e nos vendo na festa da vitória, com a bênção de Deus”.