Todos os posts de Marcelo Vieira

Sedel estuda implantação campos de grama sintética

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), esteve em reunião na segunda-feira (10) com a Federação Maranhense de Futebol 7 (FMAF7) para tratar sobre a implantação de novos campos de grama sintética na capital São Luís. O encontro, que ocorreu na sede da Sedel, contou com a presença do secretário de Esporte e Lazer Hewerton Pereira e do secretário adjunto em Esporte Educacional, Américo Lobato.

A popularidade dos gramados sintéticos vem crescendo com o passar dos anos, devido à diminuição dos custos de manutenção. Entretanto, a popularização não é como esperada, tendo em vista que a maior parte dos campos é de detenção privada. “A gente vê a necessidade de implantação no Maranhão, pois em outros estados já tem campos abertos ao público. Sabemos da dificuldade de manter um campo de grama natural, pois, por exemplo, em épocas de chuva, é preciso paralisar as escolinhas”, afirmou o presidente da Federação, Waldemyr Rosa.

Valdemyr falou ainda sobre a importância do projeto, denominado de ‘Campo Digno’, para o crescimento do fomento à pratica da modalidade. “Esse será o principal elo para fomentação do fut7, pois não conseguimos avançar com a modalidade por conta do pouco número de campos. Então, com a construção, o número de atletas para participar será ainda maior”, enfatizou.

O trabalho de execução do projeto ocorrerá por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, e permite a construção de campos para futebol 7 e futebol 11 (que podem ser divididos em fut7) em grama sintética, diminuindo os custos de manutenção e divulgação dos campos. “A Sedel auxiliará na elaboração e execução do projeto desses campos de grama sintética, que beneficiarão de forma direta um grande número de maranhenses que querem praticar a modalidade”, afirmou o secretário adjunto Américo Lobato.

Para o gestor da pastas de Esportes, essa será mais uma ação que contribuirá para o fomento à prática esportiva. “Nós sempre nos esforçamos para oferecer atividades esportivas para a comunidade e, com a implantação de mais um projeto que forneça subsídios para que as pessoas pratiquem o futebol society, o esporte amador maranhense só tem a ganhar”, destacou Hewerton Pereira.

Câmara de Pinheiro aprova Projeto de Lei do Executivo que isenta mais de 10 mil famílias da taxa de iluminação pública

Por 10 votos contra 5, a Câmara Municipal de Pinheiro aprovou nesta terça-feira,11, Projeto de Lei de autoria do Executivo municipal que isenta famílias de baixa renda do pagamento da taxa de iluminação pública.

O prefeito Luciano Genésio disse que a Câmara cumpriu com seu dever ao aprovar um projeto que agora passa a beneficiar cerca de 10 mil famílias. Ele explicou que a antiga Lei estava desatualizada há 9 anos, além de irregular, uma vez que as famílias da Zona Rural pagavam uma taxa maior que as da sede do município.

“A prefeitura enviou esse Projeto de Lei para corrigir uma distorção da antiga Lei, que cobrava uma taxa de iluminação pública maior para as famílias da zona rural, quando deveria ser menor. Esse projeto irá beneficiar cerca de 10 mil famílias, o que representa 1/3 das residências do município de Pinheiro”, disse o prefeito Luciano Genésio.

O líder do governo na Câmara, vereador Alessandro Montenegro ressaltou a importância da atualização da lei. “Esse projeto de lei beneficiará dez mil famílias que serão isentas da taxa de iluminação pública. Hoje a taxa de iluminação da zona rural está sendo superior à da zona urbana. Isso é desproporcional.  Não podemos tirar de quem tem menos, para dar para quem mais tem”, declarou.

 

Dois PM’s, um mecânico e um pistoleiro são presos pela morte do prefeito de Davinópolis

Na manhã desta terça-feira (11), a Polícia Civil do Maranhão deu cumprimento a quatro mandados de prisões nas cidades de Grajaú, Imperatriz e em Dom Eliseu-PA, contra acusados pelo assassinado do prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva, ocorrido no mês de novembro.

Informações obtidas com exclusividade pelo blog do Domingos Costa, relevam que foram presos durante operação, Francisco de Assis Bezerra Soares, conhecido como Tita, identificado como Policial Militar do Estado do Pará.

José Denilton Guimaraes, conhecido como Boca Rica, (mecânico) que segundo a investigação fizeram a articulação e contratação dos executores.

Willame Nascimento da Silva, Policial Militar do Maranhão, lotado em Grajaú, fora convidado para a execução.

E Jean Dearlen dos Santos, Jean Listrado, outro cooptado para realizar a execução. Este último um pistoleiro da região mercadinho.

MAIS EDUCAÇÃO: Prefeito Luciano Genésio adquire mobilíario para escolas de Pinheiro

Educação para todos, é assim que o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, vem transformando a educação municipal.São inúmeros investimento que o gestor já fez, e está fazendo, para melhorar a educação dos alunos da rede pública municipal.

Escola reformadas e equipadas, ônibus novos e merenda de qualidade, esses são alguns investimentos que o prefeito vem fazendo na cidade. Agora a prefeitura adquiriu mais de 650 mobiliários que serão implantados nas escolas municipais. São cadeiras e mesas, tanto para alunos, quanto para professores.

– São 656 mobiliário para aluno (mesa e cadeira) de tamanho 5
– 26 mobiliário para professor (mesa e cadeira)

“Investir em educação é investir no futuro das nossas crianças, vou melhorar e fazer com que Pinheiro tenha a melhor educação da Baixada Maranhense”, afirmou o prefeito Luciano.

Assembleia Legislativa receberá o Papai Noel nesta segunda, às 18h

A Assembleia Legislativa , por meio do Grupo de Esposas de Deputados do Maranhão (Gedema), presidido por Ana Paula Lobato, convida seus servidores e o público em geral, para visitar o Palácio Manoel Beckman que, nesta segunda (10), às 18h , receberá o Papai Noel, um dos principais símbolos do período natalino, responsável por encantar, principalmente o público infantil.

A chegada do “bom velhinho” será uma atração à parte. O jogo de luzes e cores dos pisca-piscas instalados na sede do Poder Legislativo já chama a atenção de quem passa no entorno à noite.

Além do belo efeito de iluminação, um tradicional presépio também foi montado no hall de entrada da Casa , retratando o nascimento de Jesus Cristo.

Todos estes espaços poderão ser apreciados pelos visitantes no decorrer do mês dezembro, a partir das 18h.

Nas ‘barbas’ do MP, empresa de fachada vende notas frias para prefeita França do Macaquinho

Rua 07 de setembro, número 23, Centro, município de Santa Luzia do Maranhão. Este é o endereço que a empresa I A Ribeiro – Organizações e Publicidade, ou I A R – Eventos, está registrada junto à Receita Federal, no local deveria existir as instalações da firma, mas tudo é de ‘mentirinha’, não passa de uma empresa de fachada.

Blog do Domingos Costa esteve no local para verificar in loco que no espaço existe apenas uma sala de pouco menos de 6 m², permanece fechada dia e noite. Unida pela mesma parede, a ‘salinha’ é vizinha de uma pequena loja de revenda de motocicleta de um lado e, do outro, uma sala para aluguel.

Embora sem capacidade técnica e operacional para fornecer à prefeitura de Santa Luzia, acredite, sabe-se como, a empresa conseguiu se “transformar” numa funerária e ganhou uma licitação vantajosa na gestão da prefeita Francilene Paixão de Queiroz, a França do Macaquinho (PP).

Conforme o contrato nº 065/2018, Proc. Adm. nº 209/2018 resultado do “pregão presencial” nº 020/2018, no qual o Blog do DC teve acesso a íntegra com exclusividade, a empresa de eventos “I A Ribeiro” fornece urnas funerárias [caixões] com serviços de translado fúnebres para a secretaria municipal de Assistência Social, o valor de R$ R$ 368.100,00 (trezentos e sessenta e oito mil e cem reais) pelo período vigente de apenas oito meses: 02 de abril a 31 de dezembro 2018.

– Atividades Econômicas e venda de notas

Todas as características da I A R – Eventos apontam para uma empresa especializada em vender notas fiscais frias. O CNPJ dela, 17.674.093/0001-32, descreve nada menos que 72 atividades econômicas, que vão de serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas, passam por confecção de roupas profissionais, serviços de acabamentos gráficos, e segue por coleta de resíduos perigosos, construção de edifícios, rodovias e ferrovias, obras de urbanização, manutenção de rede de distribuição de energia elétrica, perfuração de poços, transporte escolar, atividades de rádios, limpeza de prédios e assim por diante.

Uma verdadeira aberração que existe tão somente no papel, criada com a única e exclusiva finalidade de lavar dinheiro público do contribuinte por meio de contratos de prestação de serviços, em sua maioria, superfaturados com prefeituras maranhenses. Em suma, os fraudadores utilizaram-se da prática de notas fiscais fictícias ou “frias”, que são aquelas nas quais os serviços declarados não são prestados ou os produtos discriminados não são entregues.

Usa uma laranja 

Ivone  é a “dona” da empresa usada como “laranja” e/ou “testa de ferro”; Ela é moradora humilde e conhecida vendedora de bebidas de Santa Luzia.

A firma está registada em nome de Ivone Arruda Ribeira (foto ao lado), que irá completar 32 anos no próximo mês, moradora humilde e conhecida vendedora de bebidas de Santa Luzia. Ela é usada como “laranja” e/ou “testa de ferro” – pessoa que intermedeia transações financeiras fraudulentas, emprestando seu nome, documentos ou conta bancária para ocultar a identidade de quem a contrata -.

– Outro lado 

Blog do DC entrou em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura nos números disponíveis no site http://santaluzia.ma.gov.br/, mas sem êxito. Por sua vez, Ivone Arruda Ribeira [curiosamente fã do presidente Jair Bolsonaro], “dona” da empresa confirmou que assina toda a papelada, disse que nos atenderia no dia seguinte, mas não retornou as novas tentativas de contatos.

Os órgãos de controle e fiscalização de recursos públicos, tais como  o Ministério Público, Polícia Federal e, também, da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate a Corrupção (SECCORjá tomaram conhecimento do escabroso caso.

– ABAIXO TRECHOS DA CÓPIA DO CONTRATO:

Dino chega ao final do primeiro mandato com a casa em ordem

 

O governador reeleito do Maranhão chega aos últimos dias do seu primeiro mandato com motivos para comemorar. Apesar da grave crise financeira em que o presidente Michel Temer (MDB) atolou o país, Flávio Dino (PCdoB) fez o dever de casa, manteve rigoroso controle sobre as finanças e, ao contrário da grande maioria dos estados, chega ao final do ano podendo cumprir suas obrigações com os servidores, que já vão receber, nesta quarta-feira (12), a segunda parcela do décimo terceiro salário.

É claro que vão falar que trata-se apenas de uma obrigação do governante maranhense, mas se levada em consideração a situação caótica das demais unidades da Federação, onde Estados com Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais, considerados ricos, estão em condições falimentar e sem condições de pagar o décimo terceiro, deve se louvar o esforço do governador em tapar os ralos por onde escorriam o dinheiro da corrupção.

Com transparência e responsabilidade, Dino, através de constantes mensagens nas redes sociais chamou atenção da população para as dificuldades que o país e os estados deverão enfrentar em 2019 e assinou um decreto ajustando a máquina e cortando gastos nas secretarias e empresas do governo estadual, como, por exemplo, substituir veículos alugados por táxi, Uber e similares como forma de economizar recursos públicos.

Desta forma o governador prepara o Maranhão para tempos nebulosos que possam surgir a partir da posse do novo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), um político de direita que se elegeu com discurso anticorrupção, mas que antes mesmo de assumir já se vê envolto em escândalo sobre movimentação financeira atípica de um ex-assessor do filho e um depósito suspeito de R$ 24 mil na conta de Michele Bolsonaro, esposa do presidente direitista.

Blog do Jorge Vieira

Prefeitura reforça serviços preventivos para o período chuvoso na capital

Período chuvoso se aproximando e a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior executa uma série de ações preventivas de monitoramento, limpeza e desobstrução do sistema pluvial da capital com fins a minimizar os riscos à população da capital.

Assim, a Prefeitura de São Luís tem intensificado as atividades rotineiras do cronograma de serviços, priorizando áreas de maior risco de acúmulo de água. No conjunto de ações está o monitoramento de áreas consideradas de risco, a limpeza com retirada de sedimentos, desobstruções de bueiros e galerias, capina, roçagem e poda de árvores. A manutenção do sistema de trânsito também integra as atividades.

Para as áreas de risco, a Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), por meio da Defesa Civil Municipal elaborou plano de contingência para atender demandas nos locais de ocorrências. O planejamento envolve secretarias municipais e tem apoio de parceiros como a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Exército. Paralelo ao trabalho técnico, a instituição desenvolve atividades educativas junto aos moradores, orientando sobre perigos e como agir em caso de possíveis deslizamentos ou desabamentos.

“Seguido orientação do prefeito Edivaldo para garantir a segurança, desenvolver ações sociais e de prevenção aos que residem nessas áreas elaboramos um plano de contingência para ações nas quais sejam necessários fazer atendimento nos locais e também deslocamento de pessoas”, frisou o secretário da Semusc, Heryco Coqueiro.

A superintendente da Defesa Civil Municipal, Elitânia Barros, explica que o trabalho faz parte do planejamento continuado do órgão que é ligado à Semusc, vem sendo intensificado por conta das chuvas fortes que caíram na capital no fim de novembro.

“Tivemos uma chuva atípica que trouxe problemas em áreas já consideradas de risco, mas a equipe mantém o monitoramento e vistorias nestes locais para evitar maiores prejuízos aos moradores e seus imóveis”.

Paralelo às ações de monitoramento, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), trabalha na desobstrução e limpeza de bueiros e galerias, com serviço mecanizado e apoio de caminhões hidrojato. Na ação é realizada a retirada de sedimentos – barro, arenosos e matagal. Por ocasião das chuvas, pode ocorrer arrastão de material arenoso para galerias e bueiros, causando obstrução. Os serviços prepararam as áreas em caso de grande volume de chuvas.

De autoria do deputado Wellington, “Dezembro Verde” é aprovado na AL

O projeto de Lei 240/18, de autoria do Deputado Wellington do Curso (PSDB), foi aprovado na Assembleia Legislativa do Maranhão nesta quinta (06), e aguarda sanção governamental. O objetivo da proposição é destacar o mês de dezembro como “Dezembro Verde” para a reflexão e realização de ações contra o abandono de animais.

“No Maranhão infelizmente animais abandonados nas ruas é uma realidade. Só em São Luís, por exemplo, tem mais de 15 mil animais abandonados. Apresentamos o projeto com base nas sugestões de protetores independentes, de ONG’s de proteção e estudantes. As ações educativas, a serem realizadas no mês como Dezembro Verde torna-se uma necessidade diante das demandas reais, já que por onde passamos, o que vemos são animais abandonados maltratados. Mais que uma preocupação com os animais, estamos diante também, de uma problemática que atinge a saúde pública”, afirma Wellington.

O abandono de animais está definido como crime pela Lei Federal 9605/98, no entanto, a prática é recorrente em todo o Estado. A escolha do mês de dezembro é justamente por ser uma época em que crescem o número de casos de abandono, como férias escolares e viagens. O deputado tornou-se referência na realização de ações em benefício dos animais durante todo o seu mandato.

O deputado ainda destacou algumas ações em prol dos animais, como o “Cavalos de Lata” que busca acabar com tração animal, uma pena mais severa para quem maltratar animais, destinação de recursos para aquisição de um castra móvel e a implantação de um Hospital Veterinário. Mas as emendas não foram liberadas pelo governador Flávio Dino até o presente momento.

SÓ MUITO ÓLEO DE PEROBA! Prefeito de Turiaçu desmente CGU e diz que seu mandato é ‘honesto’

“Recebi essa notícia de surpresa, venho fazendo um mandato limpo, honesto e dialogando sempre com todos que desejam alguma resposta”. Essas foram as palavras usadas pelo prefeito de Turiaçu-MA, Umbelino Ribeiro, para negar os desvios milionários apontados Controladoria-Geral da União (CGU) durante coletiva realizada na última terça-feira (4).

Numa tentativa clara de tentar desmerecer os relatórios apresentados pelo órgão de controle, o chefe do executivo disse que sua gestão, ao contrário do que apontam os auditores, apresenta vários ‘avanços’ e que desconhece qualquer tipo de desvio de verba pública no município.

As declarações feitas pelo prefeito na noite desta quarta-feira (5) soou como uma verdadeira fronta aos Turienses e para própria CGU.

ASSESSOR TAMBÉM DETONA CGU

Se não bastasse as declarações de Umbelino Ribeiro, circula nos grupos de whatsapp um áudio do assessor de comunicação do município, identificado como Rogério Calvalcante, também desmerecendo o órgão de controle.

Segundo ele, muita coisa que a CGU vem pleiteando não vai acontecer.

Ainda no áudio, Rogério tenta jogar a falta de estrutura dos postos de saúde do município durante anos de mandato de Umbelino à gestão do ex-prefeito Costinha.

Pra quem não lembra, Rogério é mesmo que detonou o Governador Flávio Dino em um áudio, também via Whatsap, e depois, a mando do prefeito forjou sua demissão.

Na época, ele foi exonerado e colocou a mulher no seu lugar. No entanto, tempos depois, Rogério retornou ao cargo.

ASSESSOR TENTA DESMERECER TRABALHO DA CGU; OUÇA:

DESEQUILIBRADO, ROGÉRIO ESCULHAMBA FLÁVIO DINO; OUÇA:

ENTENDA O CASO

Auditores da Controladoria Geral da União no Maranhão analisaram a aplicação de recursos federais dos Ministérios da Saúde e Educação da ordem de 84 milhões 526 mil 863 reais e 5 centavos (referente a 70% do repassado entre 2016 e 2017) no município de Turiaçu.

Em coletiva de imprensa realizada na manhã desta terça, 4 de dezembro, na sede do órgão, eles apresentaram o resultado da fiscalização, acompanhados de representantes do Tribunal de Contas da União e dos Ministérios Públicos de Contas e do Estado.

Segundo eles, só com reforma de 41 escolas municipais, o dano constatado em potencial em Turiaçu foi de 90% em relação ao montante de quase 9 milhões que deveria ser aplicado na execução das obras. CONTINUE LENDO AQUI…