Campanha chega ao final com Flávio Dino reeleito em 1º turno

A campanha eleitoral está chegando ao final e agora é esperar chegar o domingo para sufragar o voto naqueles candidatos que lhe representarão pelos próximos quatro anos. E pelo que levantaram os mais diversos institutos de pesquisas, o governador Flávio Dino (PCdoB) continua franco favorito para se reeleger logo no primeiro turno e eleger os candidatos ao Senado Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS).

Roseana e suas promessas de voltar com programas ultrapassados não sensibilizaram e nem a plantação de notícias falsas nos veículos de comunicação ligados ao Sistema Mirante e seus tentáculos na blogosfera foram capaz de macular a imagem do governador e seus dois candidatos ao Senado, e tudo indica que a oligarquia do senhor José Sarney, que estava moribunda, será sepultada de vez.

A campanha chega ao final com a população dando uma verdadeira lição no candidato do PSDB com fama de traidor, senador Roberto Rocha, que após se eleger debaixo do braço de Flávio Dino em 2014 passou quatro anos tramando contra os interesses do Maranhão e ainda se prestou ao papel ridículo de “laranja” da candidata filha de Sarney, devendo sair da eleição bem menor do que entrou.

Com 1% das intenções de votos, conforme o Ibope, se aplicada a margem de erro, o candidato dos tucanos vai ficar devendo para a próxima eleição, ficando comprometido até seu projeto de voltar a ser candidato a governador em 2022.  Roberto Rocha, sem dúvida, é o grande mico desta eleição estando provado que quem o elegeu senador foi o governador Flávio Dino, a quem jurou fidelidade e traiu.

A derrota de Rocha será ainda mais traumática se as urnas confirmarem o que falam as pesquisas, pois corre o risco de ser humilhado até pela ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSL), que pegou carona da campanha do candidato a presidente Jair Bolsonaro e deixou o tucano bem para trás na corrida pelo governo.

As pesquisas constataram que a aliança “Todos pelo Maranhão” fará “barba, cabelo e bigode”, como se costuma falar nos bastidores da eleição, ou seja, elegerá o governador e os dois senadores. Após quarenta anos de sucessivos mandatos, o senador Edison Lobão (MDB) e o deputado federal Sarney Filho (PV) sentirão o gosto amargo da derrota. Suas campanhas não conseguiram empolgar e tudo indica que, mesmo contra a vontade, serão aposentados pelo eleitorado maranhense, cansado de vê a dupla não fazer nada pelo Estado.

É com esse panorama totalmente favorável aos candidatos majoritários da aliança dinista que a campanha está chegando ao seu final, agora só resta esperar o dia da votação para enterrar de vez a oligarquia perversa e que só se preocupou em enriquecer algumas famílias, deixando a população no mais completo abandono ao longo de cinco décadas. Para a felicidade dos maranhenses esse ciclo de dominação que levou o Maranhão ao fundo do poço foi encerrado em 2014 para nunca mais voltar.

Blog do Jorge Vieira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.