Ex-funcionário denuncia esquema de desvio em Viana

Blog do Antonio Martins

Um esquema de desvio de dinheiro público, por meio de contratos fraudulentos, dentro da prefeitura de Viana, foi denunciado à Polícia Civil, por um ex-funcionário contratado para prestar serviço à Secretaria Municipal de Educação. A denúncia, oficializada por Jaber Tavares, foi apresentada na Delegacia Regional de Viana, no dia 1º de março do ano passado, mas só agora os documentos sobre o inquérito vieram à tona.

O blog apurou que Jaber tinha um carro locado para prefeitura vianense, por meio de um contrato firmado com a empresa terceirizada que prestava serviços de locação de veículos ao município. No entanto, ele nunca recebeu seus salários referentes aos sete meses de serviços prestados. O depoimento do ex-funcionário à polícia é recheado de riquezas de detalhes sobre como funciona o esquema para desvio de recursos público.

Em trechos da ‘delação’ à polícia, Jaber conta que a prefeitura pagava pela locação de um veiculo a bagatela de R$ 3,5 mil, sendo que o preço de mercado, segundo ele, era de aproximadamente R$ 2,5 mil. Chama a atenção um detalhe: a empresa que ‘ganhou’ a licitação para locação de veiculo ao Município não possui sequer um único automóvel. Tanto que para conseguir cumprir o serviço, teve que contratar motoristas com carros próprios na cidade.

 

Conforme o blog já havia noticiado, Luiz Antônio Meirelles Gomes, um dos responsáveis pelo serviço de locação de veiculo ao Município. O empresário já foi preso em pelo menos duas operações da Polícia Civil em Bacabal e Paulo Ramos, nos anos de 2015 e 2016.

Como Luís Antônio seria funcionário do agiota Eduardo DP, que também foi preso, supõe-se, que o esquema de desvio estaria ocorrendo para pagar dívidas com o agiota. De acordo com as informações, ao delatar os detalhes da corrupção, o ex-funcionário apresentou provas robustas do esquema: apresentou um notebook com algumas planilhas e uma quantia de dinheiro em espécie que seria fruto da corrupção. O caso é gravíssimo e pode desencadear mais uma operação de combate à agiotagem no interior do estado. É aguardar!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.