“Nossa meta é requalificar toda a rede municipal de ensino”, diz Edivaldo durante entrega de escola

O prefeito Edivaldo entregou ontem mais uma escola municipal reformada, modernizada e climatizada. A Unidade de Ensino Básico Bernardina Spíndola é mais umas das 120 escolas reformadas e das 50 climatizadas pela Prefeitura de São Luís. Localizada na Rua Celso Magalhães, no Centro, a escola integra o programa ‘Educar Mais’, lançado em junho de 2017 pelo prefeito Edivaldo. O objetivo do programa é qualificar o ensino na rede municipal.

Por meio do programa, a Prefeitura tem executado um cronograma amplo de reforma e ampliação da rede escolar. “A nossa meta é requalificar todas as unidades de ensino da rede até o final do nosso mandato” disse o prefeito durante a entrega da escola completamente reformada e climatizada. “Não tem sido fácil. Há cinco anos e meio administramos em um cenário de crise e queda de receita. Mas, mesmo diante de todas as dificuldades, estamos reestruturando a educação municipal, garantido deste modo que nossas crianças e jovens tenham a oportunidade de um futuro melhor. Já avançamos muito e vamos avançar mais”, completou o prefeito Edivaldo.

O preito destacou ainda a convocação de novos professores como parte das ações da Prefeitura no sentido de garantir mais qualidade na educação municipal. Nesta sexta-feira foram convocados mais 166 candidatos aprovados no último concurso.

Milhares de alunos já foram diretamente beneficiados com o cronograma de requalificação executado com recursos do Tesouro Municipal. Outra escolas já estão passando por reforma. A U.E.B. Bernardina Spíndola oferece Ensino Infantil nos dois turnos para aproximadamente 150 alunos. A unidade possui 05 salas de aula, sendo uma de recursos (AEE – Atendimento Educacional Especializado), refeitório, pátio, três banheiros, brinquedoteca, sala dos professores, da coordenação, secretaria e direção geral.

Entre os serviços realizados na estrutura interna da unidade de ensino estão a substituição do madeiramento estrutural do telhado, dos forros de pvc, de todo o cabeamento da rede elétrica (luminárias, lâmpadas e ventiladores), além da troca do antigo piso por novo piso industrial, das lousas deterioradas por novos quadros laminados, de toda a rede hidrossanitária (vasos e assentos sanitários, cubas e torneiras) e de portas.

Um comentário sobre ““Nossa meta é requalificar toda a rede municipal de ensino”, diz Edivaldo durante entrega de escola

  1. Infelizmente, a educação é uma pasta cuja administração de Edivaldo não tem acertado, os posts são para divulgar uma fatos às vezes distantes da realidade, algumas escolas faltam professores, trabalho numa que em vez de cinco dias de aulas, os alunos só têm quatro por causa da ausência de professores volantes para cobrir o PL das regentes, curioso é que se falta mestres, sobram às vezes outros profissionais, alega não ter recursos para dar aumento aos servidores, mas pode pagar milhões para encher as escolas de terceirizados, onde trabalho é uma escola que funciona parcialmente e tem três terceirizados de SG, se fosse numa escola particular só teria um, levando-se em conta o quanto sai dos cofres públicos por cada um para empresas, ao final o valor pago pagaria três seis operacionais do quadro de servidores públicos, sem falar no custo de portaria cujo valor individual sai por 3800,00. Sendo que só abrem e fecham portões, e fora que para isso a própria Semed tem muitos vigias no quadro. Isso que eu tento chamar a atenção da sociedade, a administração deveria dar o mínimo para tirar o máximo de resultados, mas não é o que tem acontecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.