Para evitar embaraços com Sarney, Pedro Fernandes pede para sair da vice-liderança do governo Temer

O deputado federal Pedro Fernandes (PTB) anunciou, nesta terça-feira (09), o seu desinteresse em continuar exercendo o cargo de vice-líder do governo Michel Temer na Câmara Federal.

Em comunicado enviado ao líder do governo na Casa, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Fernandes justificou seu posicionamento afirmando que não quer causar embaraços entre Temer e o ex-presidente José Sarney (MDB).

A justificativa dada pelo parlamentar foi a mesma usada na semana passada quando o seu nome foi vetado pelo presidente para assumir o cargo de ministro do Trabalho e Emprego.

Na oportunidade, Pedro Fernandes avaliou que sua indicação, por parte da executiva nacional do PTB, causou mal estar entre Michel Temer e José Sarney e, por este motivo, o ex-presidente teria impedido a nomeação.

Sarney, na ocasião, negou tal fato.

A medida adotada por Pedro Fernandes o afasta, ainda mais, do núcleo de aliados do presidente da República e coloca em xeque sua permanência no comando do diretório petebista no Maranhão.

O deputado, mesmo tendo seguido todas as orientações do governo federal, mostra-se, a partir de agora, totalmente engajado no projeto de reeleição do governador Flávio Dino (PC do B), desafeto político da dupla Temer/Sarney e cuja gestão tem como participante o filho de Fernandes, Pedro Lucas Fernandes, vereador licenciado de São Luís e atual presidente da Agência Executiva Metropolitana, órgão com status de Secretaria.

Pedro Lucas substituirá o pai na disputa por uma das 18 vagas para a Câmara Federal.

Blog do Gláucio Ericeira

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.