Câmara de Pinheiro enterra factoide da oposição contra Luciano Genésio

A Câmara Municipal de Pinheiro, em sessão extraordinária realizada nesta terça-feira (07), enterrou mais uma mentira da oposição que tenta, sem sucesso, prejudicar a gestão do prefeito Luciano Genésio (Avante).

Por 11 votos a 04, o parlamento rejeitou uma representação que pedia a cassação do mandato do jovem gestor, eleito, ano passado, após derrotar grupos políticos que, há anos, se mantinham no poder.

O pedido de cassação do prefeito foi formulado por um “grupo de populares”, dentre eles o suplente de vereador Osmar Pacheco (PMDB), ligado ao ex-prefeito Filuca Mendes.

A decisão da maioria dos vereadores, além de Filuca, atinge diretamente outros agentes políticos que vinham tentando, de forma rasteira, alterar a vontade soberana das urnas, dentre eles o deputado federal Victor Mendes (PSD); e um ex-prefeito da região da Baixada, hoje membro da Corte de Contas do estado e ainda o presidente  do TCE.

Tão logo foi rejeitado o pedido na Câmara, centenas de populares saíram as ruas de Pinheiro para comemorar a vitória de Genésio e o que eles classificaram de “a verdade venceu a mentira”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *